DNA não humano em múmia com 5 mil anos

mumia dna nao humano
Uma equipe de investigadores do Instituto EURAC, na Itália, e da Universidade de Viena, na Áustria, descobriu DNA não humano na mostra de uma osso do quadril extraído de uma múmia com 5.300 anos de idade, encontrada nos Alpes e batizada de Ötzi, o homem de gelo. Trata-se de evidências de uma bactéria conhecida como Treponema Denticola, um patógeno vinculado com a enfermidade periodontal, encontradas após análises em um escâner com os restos da múmia, o que permite deduzir que o homem de gelo sofria de periodontite.

Os especialistas não evitaram o espanto ao descobrir como um osso tão pequeno e antigo permite obter dados tão precisos sobre esta bactéria, que passou da boca de Ötzi até seu osso do quadril através da corrente sanguínea.

"Esse DNA não humano é derivado principalmente de bactérias que normalmente vivem sobre e dentro do nosso corpo. Somente a interação entre certas bactérias ou um desequilíbrio dentro desta comunidade bacteriana podem causar certas enfermidades. Portanto, é muito importante reconstruir e compreender a composição da comunidade bacteriana mediante a análise dessa mescla de DNA"
, afirma Thomas Rattei, coautor do estudo. Os resultados do estudo foram publicados na revista especializada Plos One.
Compartilhe este artigo

MISTERIOS E UFOLOGIA

Mais Populares

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top