Maçonaria,Revelação de um ex-satanista

MAÇON
O que é um maçom?

Bem,um maçom é um membro de, provavelmente, a mais antiga sociedade secreta organizada. 

Eles têm estado organizados desde o início do século XVIII e hoje, creio que haja cerca de 2,5 milhões de maçons só nos EUA. Mas estão em decadência, ainda bem. 


A faixa etária dos maçons no país é 70 anos e eles não estão conseguindo muitos membros novos. E, com isso, estão perdendo forças no contexto atual. 

A quantidade de membros tem diminuído e não sei o que está diminuindo mais rápido, se o clero católico ou os membros da maçonaria. Eles dizem que a “Maçonaria é um sistema de moralidade velado na alegoria”. Essa é a definição deles. 

O que é vago e nebuloso. O que é basicamente um sistema de três graus, baseado na antiga corporação maçônica. 

Até hoje eles possuem corporações, como para carpinteiros, construtores, bombeiros, etc. 


Bem, era isso que eram os maçons originalmente, associações de construtores medievais que trabalhavam e construíam catedrais. Mas hoje quase nenhum maçom é, digamos, construtor. 

A não ser que tenha de fato essa profissão. A maioria deles é apenas homens de negócio, estão na loja por uma razão qualquer.

Por que você se tornou maçom?

Bem, porque o Grande Mestre Druida da América do Norte me disse para fazê-lo. Depois, porque os espíritos-guia me disseram para fazê-lo.

Qual espírito guia? O monge?

Sim, ele teve uma certa participação. Mas foi principalmente por esse Grande Mestre Druida, um maçom do 33° grau. 

Ele disse que uma enorme quantidade de bom conhecimento ocultista podia ser encontrado na loja maçônica e que este era um lugar onde muitos adeptos do ocultismo se reuniam, algumas vezes clandestinamente, apresentando uma falsa fachada. 


Mas havia ocultistas de alto nível que eram também maçons e se você observar a lista dos ocultistas mais importantes do século 20, descobrirá que quase todos eles eram maçons.


Como você conheceu esse druida?

Bem, estávamos iniciando como bruxos, minha esposa e eu. Acho que na época não estávamos casados, éramos apenas bons amigos. 

O mesmo rapaz que tinha uma livraria ocultista em Milwaukee havia ouvido falar desse druida...porque um presságio havia aparecido no céu, as estrelas haviam congelado no céu em 1971. 


Ouvimos que a Era de Aquário estava nascendo, então, supostamente, pelo que contavam, seria o tempo desse druida descer das montanhas do Arkansas onde sua família vinha praticando druisdismo por 200 anos desde que imigraram da Escócia para os EUA, para ensinar a ciência do druismo para as massas. 


Pelo que sei, ele entrou em contato com donos de diversas livrarias ocultistas nas principais cidades do país e marcou palestras. 


E esse rapaz era amigo nosso e nos convidou, pois vivíamos na época em Dubuque. E o druida causou uma forte impressão, era muito poderoso. E foi assim que nos conhecemos. 


Por fim, ele acabou nos convencendo de que precisávamos ir com ele para as montanhas do Arkansas para estudarmos por uns três ou quatro meses, e foi o que fizemos. 


Nós nos formamos sumos sacerdotes bruxos e, durante o curso, ele me disse algo que não falava a qualquer um: “Oh, você precisa se tornar maçom!”, mas dizia apenas ao alto sacerdócio dentro da sua organização que era algo bom a se fazer.

Por quanto tempo você foi maçom?

Por nove anos.

E chegou até que grau?

Bem, segui basicamente os graus da Loja Azul. Passei pelo rito de York até o nono Comando Templário. Passei pelo rito escocês e cheguei até o 32° grau. 

Na época, fui considerado digno de entrar na maçonaria esotérica, a qual a maioria dos maçons americanos nem sabe que existe.

E nessa organização passei pelo Rito de Memphis Mitzraim e fui até o 90° grau, o qual muitos maçons ficarão de queixo caído se souberem do que se trata.
Existem pelo menos 97 graus nos ritos esotéricos de alto nível.

Segundo sua experiência?

Sim, foi o que conheci.

Ouvi dizer que existem 360 graus com Satanás no topo. É verdade?

Isso não sei dizer. Também já ouvi falar disso, mas conheço a existência de apenas 90.

clip_image002
Certificado da Maçonaria

Ficou surpreso quando descobriu que havia mais que 33 graus?

Na verdade, não. A coisa funciona da seguinte forma: Quando passei pelos ritos maçônicos, eu tinha espíritos-guia sussurrando coisas nos meus ouvidos, dizendo-me o que fazer, para responder certas coisas de determinada forma. 

Por ter feito isso, fui destacado pela liderança da Grande Loja do estado de Wisconsin como alguém um tanto extraordinário. 


E os espíritos-guia me sinalizavam coisas assim. E soube antes mesmo de me perguntarem que havia um Rito de Memphis Mitzraim porque os espíritos-guia me disseram.


Puxa!

E perceba que essa foi uma das formas como acabei sendo contactado pela Illuminati. 

Pois os espíritos-guia me diziam o que dizer, o que fazer, inclusive gestos, o que me que identificaria como alguém digno de mais luz. 


Porque é isso o que eles prometem em todos os graus da maçonaria: que precisamos de “luz”, que há mais luz, que você precisa de luz. 


E de onde vem essa luz? Se ler os manuscritos dos líderes maçônicos, descobrirá que ela vem de Lúcifer.


E quantos maçons sabem disso?

Talvez uns mil somente.

Uau!

O restante é como ração. Estão lá apenas para serem espiritualmente drenados, vampirizados espiritualmente, drenados financeiramente, pois a maçonaria suga muito dinheiro das pessoas. 

Mas a maioria não perceberá isso a menos que se incomode a ponto de subir as escadas e ler os livros das próprias bibliotecas maçônicas, como eu fiz. 


Por exemplo, Manly P. Hall foi um dos mais honoráveis maçons do século XX, e em um livro, cujo nome não me vem à memória no momento, ele escreveu o seguinte: 



“Quando o Mestre Maçom se eleva a ponto de se tornar um guerreiro, as energias de Lúcifer estão à sua disposição.” Ah, o livro se chama “As Chaves Perdidas da Maçonaria”.

O que alguém precisa fazer para se tornar maçom, para ingressar nos primeiros níveis?

Bem, é como dizem: “Para ser um, peça a um”. Supostamente os mações não têm permissão para recrutar ninguém. 

No entanto, por estarem tão desesperados atrás de membros, hoje recrutam. Mas, no meu caso, não conhecia nenhum maçom. 


Esse cara havia me aconselhado a entrar para a maçonaria e nos mudamos de volta para Milwauke. 


Como havíamos recebido uma educação católica — e, na época, a igreja católica nada tinha a ver com a maçonaria — não sabia o que fazer. 


E esse jovem acabou ingressando em nosso grupo e seu pai era guarda júnior da Loja. Então pedi a ele para conseguir que eu fosse aceito como membro. Tive que ir fazer algumas entrevistas. 


Eles basicamente fazem algumas perguntas, sendo a principal se você acredita em Deus. Porque você não pode ser ateu. 


Os critérios para ser um maçom são que você não pode ser ateu, louco, tolo, ter menos de 18 anos, ser um velho gagá ou uma mulher. Essas são as regras.


E há algum ritual que fazem?

Diversos rituais. Você quer falar da Alta Igreja... tudo tem um ritual. Durante os rituais de iniciação, você fica com os olhos vendados e passa por uma série de coisas. 

Temos alguns materiais que revelam todos esses segredos. Um é o livro “Maçonaria — por trás da fachada de luz” (Editora Propósito Eterno) e outro é o vídeo “A Luz por trás da Maçonaria”. 


Mas basicamente você passa por um tipo de rito antigo de mistério, no qual é conduzido vedado, desafiado e lhe fazem determinadas perguntas. E a parte principal de todos os graus da maçonaria é que você faz um juramento de jamais revelar os segredos, você faz esse juramento sobre a Bíblia, dizendo “Que Deus me ajude!”


E disseram para você antes que teria que fazer juramentos?

Não.

E o que sentiu quando lhe disseram que teria de dizer essas coisas?

Bem, perceba que eu já tinha passado pela iniciação na bruxaria, que se parece em 80% com a iniciação maçônica.

Ohh!

Eu já estava no terceiro grau da bruxaria quando me tornei maçom.

Já tinha passado por muita coisa assim. Tendo alguém me desafiando com um instrumento cortante próximo ao meu pescoço. 

Eles vedam a pessoa e amarram uma corda em volta do pescoço dela. Eu tive que me ajoelhar no Altar Secreto da Bruxaria e fazer o juramento. 


Mas sabe de uma coisa? Os juramentos maçônicos são bem mais horríveis que os da bruxaria. Não é interessante?


Mmm.

Mas era um tanto assustador. Porque na primeira vez quando faz isso, você está vedado e não tem a menor idéia de onde está. 

Encontra-se em um local cheio de pessoas estranhas. E fica pensando que eles estão prontos para cortar sua garganta, lançá-lo no chão, sodomizá-lo ou sabe- se lá o quê? Eles mesmos dizem isso. 


E então falam que você tem que fazer esse juramento de sangue e dizem: “Meu irmão, na sua situação, depois de ter feito esse juramento, o que mais desejaria?” 


E o cara que o está segurando e conduzindo — pois você está vendado — sussurra no seu ouvido: “Luz”. (Bill bate palmas.) Então você diz: “Luz" e, depois, o Venerável Mestre diz: “Meus irmãos, ajudem-me a revelar a luz da maçonaria para nosso novo irmão”. 


E então ele recita Gênesis 1:1: "E Deus disse: 'Haja luz'". E todos batem palmas. (Bill bate palmas uma vez só.) E eles retiram a venda e a pessoa vê revelado diante dela, por três canhões de luzes, a Bíblia Sagrada, com um esquadro e um compasso nela.

E o que aconteceria se alguém mudasse de idéia? E decidisse não dizer
“luz" e sim: “Quero ir para casa”?

Bem, não sei. Digo, não acho que eles matariam você, mas acho que o colocariam para fora da loja, até porque ainda não lhe revelaram nada. Você apenas ficaria sabendo que eles têm um juramento assustador. 

Mas nunca vi isso acontecer. No entanto, suponho, é só o que podem fazer, eles provavelmente o colocariam para fora e devolveriam suas roupas, pois você está vestindo um estranho pijama azul. 


E o mandariam para casa. Por sorte devolveriam também suas jóias, porque você não pode usar jóia nenhuma enquanto passa pela iniciação maçônica.

Muitas pessoas nunca perceberam que os templos maçônicos não têm janelas. Algum comentário sobre isso?

Pode até haver janelas, mas tampadas ou cobertas com cortinas. Nossa loja em Milwaukee tinha janelas, mas de fora não se via nada. Pois é segredo. E eles não querem ninguém espionando pelas janelas.

Você falou que, para avançar para o satanismo de alto nível, além da Igreja de Satanás, seria necessário completar duas tarefas aparentemente paradoxas. A primeira seria ingressar na Maçonaria e se tornar um Mestre Maçom. E a outra seria receber as Ordens Sagradas e se tornar um sacerdote católico. Quantos mestres maçons sabem que existem satanistas entre eles?

Eu diria, como mencionei antes, cerca de uns mil. Eu sabia, em Milwaukee, que pelo menos 5 ou 6 maçons que estavam envolvidos na bruxaria ou no satanismo. 

E um deles estava profundamente e era um Venerável Mestre. Muita gente me pergunta se é nos graus mais elevados que descobrimos esse tipo de coisa. Não. Esse rapaz nunca havia sido maçom. 


Ele havia mexido os pauzinhos, como dizem, e se tornou direto um Venerável Mestre, que é como o cabeça da loja. 

E ele era um seguidor muito sério de Manly P. Hall, que morreu na década de 40 e foi considerado o maior filósofo maçom do século 20. E esse rapaz ODIAVA a Deus. 

Lembrei de algo. Certo ano, fui a uma reunião na Grande Loja, pois eu era oficial da loja, e havia um fórum sobre a questão de remover ou não os juramentos porque eram ofensivos demais para alguns cristãos. 


E esse rapaz se levantou e começou a atacar a Igreja Cristã. E por aí foi. Esse cara era um esotérico de alto nível e também odiava declaradamente o cristianismo. Então, não sei.

Uma vez que os católicos são estritamente proibidos de se tornarem maçons, por que pediram a você que fosse duas coisas opostas ao mesmo tempo?

No Iluminismo, há esse conceito de se criar uma falsa dicotomia. O que as pessoas não entendem é que a Igreja Católica ajudou a dar início à maçonaria. Por exemplo, grande parte dos graus no rito escocês foi escrita por Jesuítas. 

Então, apesar de haver essa aparente antipatia entre os maçons e os católicos até o reinado de João Paulo II, no qual você pode se tornar maçom e ser católico, então seria de fato excomungado, tudo não passava de um grande fingimento, pois grande parte da alta cúpula do Vaticano é formada por maçons. 



E muitos dos maçons são católicos.

Por que então fingem? O que ganham com isso?

Originalmente é como o velho conceito hegeliano que, na verdade, veio da tese-antítese-síntese da Illuminati. Você tem dois elementos opostos que brigam, se unem e criam algo novo. 

Nesse caso, uma Única Religião oriunda das duas anteriores, que se fundem e se misturam. 


E é o que está acontecendo hoje diante dos nossos olhos. Por exemplo, não posso assegurar, mas tenho sérias razões para crer que o novo papa é, na verdade, maçom. 


O antigo papa, que morreu, também era maçom. E o papa antes dele também. O papa anterior não só era maçom como também rosacruciano.

Como sabe disso?

Angelo Roncalli que foi o João 23, era membro de uma ordem de alto nível da RosaCruz. Há registros que comprovam isso. 

E foi documentado em um livro chamado “A Cruz Quebrada”. Não lembro o nome do autor, mas estou certo de que pode ser encontrado na Internet. Paulo VI criou, perdão, aumentou o Colégio dos Cardeais. 


E, coincidentemente todos os cardeais, transformados de bispos em cardeais pelo papa, todos eram maçons. Então, por inferência podemos presumir que ele provavelmente era também maçom. Mas isso é apenas circunstancial. Quando João Paulo II foi baleado, ele fez o Grande Sinal Maçônico de Pedido de Socorro.

Oh, impressionante!

Que é o que os maçons fazem quando estão em grandes apuros. Além disso, João Paulo II foi o papa que estabeleceu a guarda do vaticano, basicamente formada de maçons. Então, respondendo à sua pergunta, a antipatia é mais imaginária que real.

Obrigada. Quais são os votos que os maçons fazem para proteger depois um assassino ou alguém que cometeu uma traição, no tribunal?

Na Loja Azul, você faz um juramento de que manterá os segredos de um irmão maçom inviolados, “exceto em caso de traição ou assassinato”, implicando que irão virar as costas para eles se cometerem um assassinato ou uma traição. 

No entanto, no Rito de York, que supostamente é o ramo cristão da maçonaria (risos), no grau do Arco Real, há um juramento que diz: 



“Guardarei os segredos de um companheiro do Arco Real, mesmo em caso de assassinato ou traição.” 

Então, mesmo se souber que seu irmão maçom do Arco Real é um assassino ou um traidor, terá que manter isso em segredo. 


E nesses dois graus também há uma cláusula que diz que se você souber que um irmão Mestre Maçom está em perigo, tem a obrigação de alertá-lo do perigo que se aproxima. 


Então, se você for um policial, um juiz ou um oficial de justiça e descobrir que um irmão maçom está sendo procurado pela justiça, é sua obrigação, de acordo com o juramento de sangue, avisar ao irmão para que ele possa fugir.

Isso é terrível! É assustador para o país!

Principalmente quando você pára pensar em quantos juízes não devem ser maçons, pois costumava se considerar que todos os advogados eram maçons. 

Hoje, evidentemente, existem muitas mulheres advogadas, então o número está menor. 


Mas ainda pode assumir que uma maioria razoável dos membros do tribunal ou dos advogados é provavelmente maçom.

Qual é o grande segredo da maçonaria?

Bem, em uma perspectiva comum, o grande segredo da maçonaria é que não há segredo algum. Trata-se basicamente de uma série de apertos de mão, que existem para guardar a palavra do Mestre, entendeu? E a palavra do Mestre, que você descobre no Terceiro Grau, se perdeu. 

Ops! Então não há palavra do Mestre alguma e — é algo longo de se explicar — mas no ritual dramático que faz parte do Terceiro Grau, aprendemos que Hiram Abif, um dos três grandes Mestres Maçons, foi assassinado e levou consigo para a sepultura um terço da palavra do Mestre. 


Então a palavra do Mestre está perdida para sempre. E, quando ergueram Hiram da cova pelo forte suporte da pata do leão, e o trouxeram de volta à vida — supostamente — as primeiras palavras que foram ditas quando isso aconteceu eram para ser a nova palavra do Mestre. 


Está preparada para saber que nova palavra é essa?

Sim.

Mah-Hah-Bone. O que em hebraico significa: “O quê? O Construtor?” Porque ele era um arquiteto. 

Então não é o segredo mais estrondoso do universo: “O quê? O Construtor?” Porque a maioria dos maçons nem sabe o que essas palavras significam, mas elas são tão sagradas que você apenas deve comunicá-las a um irmão Mestre Maçom sob os cinco pontos da amizade nos ouvidos de outro (com a boca próxima ao ouvido e tampando com a mão) maçom em uma respiração baixa, a fim de que ninguém mais ouça.

Que estranho!

No entanto, o que você deve entender que é não passa de “mingau de aveia”. E com isso, o segredo esotérico é que a “palavra do mestre” é, na verdade, o membro perdido de Osíris. 

E, como alguns dos que nos assistem devem saber, nas antigas religiões ocultistas, Osíris era um deus no Egito, o deus da fertilidade. 


E seu irmão malvado, Seth, o matou e cortou seu corpo em doze pedaços e os pendurou por todo o Egito. 


E Isis, a deusa que era tanto a mãe de Osíris quanto sua esposa, saiu em busca de todos os pedaços. 


Assim, pesquisam durante todo o grau de Mestre Maçom para encontrar o corpo perdido de Hiram. 


E ela encontrou todos os pedaços, menos um, o membro masculino. E ela juntou os pedaços que tinha e, como estava faltando ...(risos)., um pedacinho, não pôde trazê-lo de volta à vida, então teve que lançá-lo ao submundo e ele então se tornou o deus do submundo. 


Hoje, a metáfora é que o mundo perdido é, na verdade, o potencial sexual do maçom. Então o sexo corre solto, ainda que a maioria dos maçons nem saiba disso. 


Eles não entendem, por exemplo, o monumento que estava supostamente ereto na tumba de Hiram Abif, tendo uma coluna quebrada, com uma linda jovem chorando sobre ela; e, atrás dela, está o Pai-Tempo, trançando seu cabelo. 


Agora pense sobre isso. O que é a coluna quebrada? É um símbolo fálico (órgão sexual masculino). 


A moça chorando é Ísis e o Pai-Tempo é Kronos. Kronos era um Titã e é o nome grego para Saturno — e quem é Saturno na mitologia egípcia? É Seth, o deus que matou Osíris. 


Está tudo lá representado. E por isso que, quando um Mestre Maçom está em sérios problemas, como o Papa quando levou o tiro, ele clama: 


“Oh, Senhor, meu Deus, quem irá ajudar o filho da viúva?” Pois Hiram Abif era o filho da viúva e Ísis é a viúva. 


Perceba como tudo remete à antiga mitologia egípcia.

Impressionante!

Então o verdadeiro segredo é que a maçonaria é um culto sexual e é por isso que eles usam avental sobre o seu “santo dos santos”. 

Assim como um véu no Templo de Salomão cobria a parte santa onde a Arca da Aliança se encontrava. Bem, esse é o “santo dos santos” do maçom. 


E por isso que os monumentos maçônicos são obeliscos, como o monumento de Washington, o maior obelisco do mundo. 


Ele era maçom. E esse é um símbolo fálico gigantesco. E está lá para todos verem. É isso o que os maçons querem chamar por “ressurreição”. 


Se você vai a um funeral maçônico, eles falam sobre a “esperança certa da ressurreição”. 


Quando dizem isso, não estão se referindo ao que os bons cristãos sentados estão pensando. Estão falando o fato de que o falo morre e então ressuscita. 


Bem, (risos) acho que alguns deles são bem óbvios mas, basicamente é a sua própria religião. E uma religião que não honra a Yahushua, Jesus Cristo. 


E é uma religião que ordena que às pessoas façam coisas contrárias aos mandamentos de Deus. 


Deixe-me explicar. Os juramentos que já mencionei e que têm que ser ditos para você se tornar um Aprendiz — o grau mais baixo — são de fazer gelar o sangue. 

Você jura que terá sua garganta cortada de orelha a orelha e sua língua arrancada pela raiz para ser enterrada nas areia da praia. 

Obviamente isso irá envolver uma certa quantidade de morte. E o problema é que antes de tudo você faz o juramento sobre a Bíblia, em nome de Deus. Aqui está a questão. 



Jesus disse em Mateus 5:34 37 que não devemos fazer juramentos. O que também é repetido em Tiago 5:12, que diz: “Sobretudo, não jureis”. 


Então, se você é cristão e maçom, está quebrando um dos mandamentos do seu Senhor e Salvador. 


O maçom pode até dizer: “Ora, esses juramentos não significam nada”. Bem, então você está tomando o nome do Senhor em vão, pois está fazendo um falso juramento. 

Além disso, está fazendo um juramento quando jura que terá seu corpo, que é o Templo do Espírito Santo, se você é cristão, sendo mutilado e morto de forma horrenda. Então, na verdade, você está quebrando três dos dez mandamentos só aqui.

E você também não pode ir para casa e contar sobre isso à esposa. Correto?

Não, a esposa não pode saber de nada. Não se pode contar a ela. Nem para a família. E outra coisa... bem, eu tinha uma desculpa. 

Eu era pagão quando entrei para a maçonaria, mas a maioria dos maçons não é. Muitos são luteranos, batistas, metodistas, etc. 


E quando você inicia sua jornada maçônica, tem que tirar todo metal do corpo, inclusive a aliança de casamento. 


O que seria problema para muitas pessoas. Além do mais, elas são colocadas nesses pijamas azuis e vendadas, e deixadas com o peito despido. 


Uma corda é colocada ao redor do pescoço, uma espécie de corda azul. E todos são conduzidos para a porta da Loja e orientados a baterem na porta. Alguém do lado de dentro da Loja responde: “Quem bate?” 


E a pessoa que é o condutor responde para você e diz: “Sr. Bill Schnoebelen, que estava por muito tempo nas trevas e que agora deseja ser trazido para a luz, a fim de receber parte dos direitos e benefícios da Venerável Loja, erguer-se a Deus e dedicar-se ao Sagrado São João, assim como todos os irmãos e companheiros fizeram antes de mim”. 


Sabe o que isso implica? Se você é cristão, está dizendo que tem “estado há muito tempo nas trevas e que agora busca ser trazido para a luz”.


Ohh!

E você tem Yahushua ha Mashiach, Jesus Cristo, a Luz do Mundo, em seu coração e tem estado “em trevas”? Está então negando ao seu Senhor e Salvador. 

Agora se eu fosse um pastor ou um diácono ou até mesmo um cristão sem cargo que conhece um pouco a Bíblia, eu diria:


“Já chega. Devolva-me minhas roupas e minhas jóias. Estou fora!”. Mas 400 pastores batistas do sul são maçons.

Puxa!

E não quero me prender só a essa denominação. Quase todas as denominações estão infestadas de maçons.

É também difícil de acreditar que pessoas tão importantes e poderosos tenham passado por coisas tão estranhas.

Sim, muitos. Acho que 17 dos presidentes americanos foram maçons. Muitos dos nossos Pais Fundadores foram maçons. 

E passaram por isso porque particularmente era o que se esperava. E muito difícil chegar ao poder político nesse país se você não for maçom ou algo do tipo, como nosso presidente atual, George W. Bush (filho), que é membro do Crânio e Ossos, uma fraternidade ainda pior. 


Claro, está relacionada apenas a Yale e é bem mais uma fraternidade elitista, mas não menos aterrorizante, como o próprio nome já indica.


Estou certa ao dizer que você acredita que os casos de abuso sexual, particularmente com crianças, são mais fáceis de acontecer se houver um maçom na família?

Sim. Mas não apenas com crianças. Até mesmo mulheres adultas acabam sendo estupradas. Mas sim, em nossa experiência com aconselhamento... oh, talvez 2.000 atendimentos agora depois de todos esses anos..

Puxa, é muito!

Temos visto literalmente centenas de casos nos quais crianças alegam ter sido molestadas sexualmente dentro das Lojas Maçônicas ou fora por avós, pais ou parentes maçons. 

E creio que há uma razão espiritual, significante e real para isso. Pois a Maçonaria adora a Baal... e veja que Baal e todos os deuses pagãos que cercavam Israel no Antigo Testamento, eram deuses fálicos da fertilidade. 


E se você agora, conscientemente ou não, adora o sexo, então o sexo começará a corroer sua alma e você começará a ter pensamentos sexuais inapropriados dentro de você colocados por espíritos demoníacos. 


Pois quando você se ajoelha no altar, basicamente se coloca sob o comando de um falso deus, no caso Baal. Mesmo se você for cristão. E está com um joelho no altar do Deus Yahweh e outro no altar de Baal. 


E isso não dá certo. Acabará destruindo sua família, espiritualmente, se não de outras formas também.


A maçonaria tem um segredo ainda maior?

Bem, isso é algo que, é claro... o que vou falar é conhecido por talvez apenas 1 em cada 10 mil maçons, em vez de 1 a cada mil, pois faz parte de coisas asquerosas de alto nível. 

Mas esse conceito de ressurreição, e mencionei antes a vida eterna e a vida e mortal... bem, no profundo interior da maçonaria é ensinado que existe um tipo de vampirismo sexual no qual você pode prosseguir. 


E isso explica por que vemos a epidemia de abuso sexual infantil no meio dos maçons, pois eles crêem, assim também como os Iluministas, que se você faz sexo com uma criança, então você rouba dela parte da sua juventude. O que, por vez, faz com que você viva mais. 


Então, se você pratica sexo com muitas criancinhas — quanto mais novas, melhor — você, supostamente, pode viver por muito tempo. 


E essa é a promessa sustentada pelos maçons. Sei que parece apavorante e nojento, mas você precisa entender que isso acontece nos níveis mais altos, no topo da pirâmide. 


O Iluminismo e a Maçonaria acabam se fundindo. Mas, nesse ponto, estamos falando de um nível altíssimo de possessão demoníaca. E, felizmente, foi um nível o qual nunca alcancei. 


Fui resgatado dele pelo Senhor antes que acontecesse. Mas é um nível no qual as pessoas estão tão possuídas por demônios, o termo que usamos é tão “perfeitamente possuído”, que, podemos dizer, é como se cada centímetro cúbico do seu corpo estivesse cheio de demônios. Não existe mais nada da pessoa. 


E essas pessoas estão tão escravizadas pelo reino das trevas que farão tudo, inclusive matar crianças, violentá-las ou fazer o que for possível para manter o que acreditam ser a imortalidade. 


Então, quando você ouve a maçonaria falar: “Oh, cremos na imortalidade da alma” ou “a esperança da ressurreição”, não se trata da ressurreição da qual falam os cristãos.


Acho que isso responde à minha próxima pergunta sobre a maioria das pessoas achar que os maçons são boas pessoas que praticam caridade. O que diria a respeito disso? Mas, pelo que você está dizendo, devem ser apenas uns poucos...

Isso mesmo. É uma porcentagem mínima. Quero dizer, os maçons que são bonzinhos é porque são idiotas espirituais. Ou seja, odeio ter que dizer isso, mas não sabem no que estão metidos. 

Se eles se declaram cristãos, alguns podem até ser, mas outros não, pois a maçonaria aceita qualquer um. 


Quando você faz parte da maçonaria, e essa é uma das questões que abordamos, você está em comunhão com judeus, muçulmanos, budistas, bruxos e até mesmo adoradores de Satanás. 


Está sob o mesmo jugo que eles. E a Bíblia diz em II Coríntios 6 que não devemos andar em jugo desigual com os descrentes, pois que amizade há entre a luz e as trevas? Que amizade há entre Cristo e Belial, etc., etc. 


Então essa é a verdadeira questão. Mas, não, os maçons são enganados. A imensa maioria deles se trata de pessoas enganadas que pensam que estão entrando para uma boa organização. 



E, sim, não se pode negar que maçonaria faz algumas coisas boas, como caridade. Todo ramo da maçonaria tem sua própria forma de caridade. 

Como o Rito Escocês, que apesar de ser um dos ramos mais diabólicos da maçonaria, tem uma fundação para tratamento de esquizofrenia à qual doam recursos para ajudar aos esquizofrênicos. 


Dentre outras coisas. Então eles fazem algum bem, mas a Máfia também faz. A máfia construiu a maioria dos hospitais católicos dos Estados Unidos. Por causa disso você vai se juntar à máfia?


Não (risos). Obrigada. Trata-se, então, de uma religião?

Essa também é uma questão controversa. Porque, é claro, eles afirmam que não são uma religião. Eles dizem: 


“Somos uma organização religiosa, mas não uma religião”. 

Para mim, é apenas um jogo de palavras. Entende? Quero dizer, se você procurar no dicionário, que é uma fonte de pesquisa objetiva, ele diz que a religião, antes de tudo, expressa uma crença e requer que se creia em algum tipo de divindade. 


A maçonaria faz isso. Em segundo lugar, diz que uma religião expressa esse tipo de crença em um ritual ou liturgia. A maçonaria é cheia de rituais, como os que já discutimos. 


E em terceiro lugar, o dicionário diz que uma religião tem um código de conduta ou ética de acordo com o qual os membros da religião devem viver. E a maçonaria tem isso. 


Então, a maçonaria tem todas as características de uma religião, de acordo com o dicionário. E eu digo às pessoas que se você anda como um pato, faz quá- quá como um pato, então você provavelmente é um pato.


Existem conexões entre a maçonaria e o catolicismo?

Sim, claro. Aparentemente, como já conversamos antes, eles não possuem nenhuma relação. Na verdade, até são opositores. 

Pois a maçonaria é basicamente universalista, o que significa que todos vão para o Céu, Eles acham que todo mundo vai para o que eles chamam de Loja Celestial do Alto. Enquanto que o catolicismo fala justamente o oposto. 


O catolicismo ensina: “extra ecclesiam nulla salus est", o que quer dizer que “fora das Igreja não há salvação”. 


Então, aparentemente, eles parecem não ter qualquer relação, mas, na verdade, no início, quem você acha que construiu todas as catedrais da Igreja Católica? Os maçons. 


Creio que irá se surpreender... acho que já abrangemos isso... mas alguns dos que nos assistem ficarão surpresos ao saber que os jesuítas escreveram muitos dos graus do rito escocês, que é o maior sistema de grau anticatólico em operação nos Estados Unidos.


Que estranho!

É sim, mas perceba que é como, no nível mais elevado, a mentalidade iluminista opera. Então, sim, existem de fato algumas conexões. 

Acho que já exploramos o fato de que muitos dos papas recentes serem maçons. E muitos dos cardeais também terem sido maçons. Mesmo quando eu estava em Milwaukee e era envolvido com a Igreja Católica Romana, o cardeal de lá — ou arcebispo, desculpe — Cousin era o nome dele, Arcebispo Cousin, ele prestava louvores aos maçons. 


Ele falou em um jantar solene no qual eu estava e disse como os maçons eram maravilhosos. E tudo isso porque, como eu disse antes, João Paulo II havia suspendido a proibição de que os católicos não podiam ser maçons.


Quais são os símbolos maçônicos?

O símbolo do Rito de York é uma cruz, como um tipo de calçada, passando por uma coroa. E esse é um símbolo comum não apenas na Igreja Católica, mas também em outras igrejas. 

E, claro, o engraçado é que sabe o que você encontra bem no coração da Cidade do Vaticano, em fronte à Basílica de São Pedro? Um obelisco maçônico. A agulha de Cleópatra. 


E quando foi levada para lá do Egito, isso é engraçado, gerou a coisa mais sagrada da qual falarão os maçons: o conceito do ponto dentro do círculo. 


Que é basicamente um tipo de hieroglífico, se preferir chamar assim... um símbolo secreto do feminino é o círculo, e o ponto dentro do círculo é o masculino. 


Então, mais uma vez, nos remetemos a símbolos sexuais. E se você observar a Cidade do Vaticano, a Basílica de São Pedro do alto, você tem a Basílica, duas grandes áreas que formam mais ou menos um círculo, e bem no centro do círculo a Agulha de Cleópatra. 


E perceba que isso foi projetado há 500 ou 600 anos, talvez um pouco mais, provavelmente há 700 ou 800 anos. Então essa relação é de longa data.


clip_image004
Esquadro e Compasso

Há conexões entre a maçonaria e o mormonismo?

Bem, pode se dizer que sim. Obviamente a maçonaria é bem mais antiga porque a Igreja dos Mórmons se iniciou apenas em 1830, e Joseph Smith era maçom. 

Assim como seu irmão Hiram. E também Brigham Young. Então creio que os primeiros 4 ou 5 profetas da Igreja Mórmon eram maçons. E não apenas isso, mas se você observar a história da igreja, que se encontra em um livro oficial escrito por Joseph Smith, ele afirma que foi “elevado ao grau sublime”. 


O que tem um significado duplo de que ele se tornou um Mestre Maçom e que alcançou os “segredos” básicos da Maçonaria. 


E sabe o que mais? Poucas semanas depois... claro que ele não faz essa relação em seu livro... ele diz que “Deus lhe revelou a fundação do templo secreto da Igreja dos Santos dos Últimos Dias”, ou seja, são templos encontrados nas maiores cidades, não sei onde fica o mais próximo aqui na Flórida, mas deve haver um em Orlando ou nos arredores, mas, de qualquer forma, esses templos são lugares onde nenhum não-mórmom pode ir e que apenas poucos mórmons podem ir. 


E, lá dentro, fazem rituais que acreditam lhes garantirão a vida eterna e a divindade. 


Agora, o engraçado é que todos esses rituais são 80% maçônicos. São praticamente idênticos aos rituais maçônicos. 


Existe o aperto de mãos secreto, alguns gestos ritualísticos, dentre outras coisas. Então há uma profunda conexão entre o mormonismo e a maçonaria. Você pode muito bem dizer que a maçonaria foi a forma da qual o mormonismo foi criado.


Eles possuem algum símbolo parecido?

Oh, bem, sim, sim, possuem (risos). Primeiramente, se você observar o templo, todos os templos mais antigos — o Templo de Salt Lake, o Templo de Saint George, o Templo Nauvoo — que não existe mais, foi reconstruído — todos possuem símbolos maçônicos neles. 

O Olho-Que-Tudo-Vê, o aperto de mãos secreto, inscrições em pedras, o pentagrama invertido. Você encontrará praticamente todos os símbolos maçônicos, menos o Esquadro e o Compasso. Você apenas os encontrará nas roupas de baixo sagradas do templo mórmon. 


Os templos mórmons usam o que chamamos de “roupas de baixo mágicas” ou “roupas de baixo engraçadas”. São roupas de baixo especiais que, supostamente, os protegem de danos e que nunca devem ser vistas por ninguém. 


Eu costumava usá-las. Elas possuem o Esquadro maçônico em um peito e o Compasso maçônico em outro... Eles são costurados, brancos, sem nenhuma outra cor, então parecem uma camiseta. E vai até os joelhos. Parece uma roupa de banho como as de antigamente, usadas nos anos
20. Vêm mais ou menos até aqui assim...

clip_image006
Bill demonstrando o tamanho da roupa

Costumava ser uma peça só. Hoje pode ser comprada de qualquer jeito. No joelho, há um Contador Maçônico Então, na verdade, existem marcas maçônicas... E há um contador maçônico também sobre o umbigo. 

Esqueci disso. Sim, a maioria das roupas de baixo sagradas possui marcas maçônicas.


Existem conexões entre a maçonaria e os ensinos da Nova Era?

Bem, isso é engraçado, porque o Rito Escocês tinha uma revista de muito prestígio há alguns anos... E sabe como se chamava? “A Nova Era”. E foi talvez apenas nos últimos 10 a 15 anos que eles mudaram o nome para “Jornal do Rito Escocês”. 

Norman Vincent Peale sugeriu a mudança porque disse que "as pessoas estavam começando a pensar que os maçons fazem parte da Nova Era”. 


São praticamente os mesmos conceitos, só que ensinados de forma mais sutil. Por exemplo, basicamente a Nova Era Ensina o Universalismo, que todos irão para o céu, ou o que quer que pensem haver depois. 


Da mesma forma, a maçonaria. A Nova Era basicamente ensina que todas as religiões são igualmente boas. Da mesma forma, a maçonaria. 


E é claro que muitos dos grupos de Nova Era possuem iniciações. Como um guru colocar o polegar em sua testa e dar a você uma quantidade forte de energia, ou algum outro rito secreto. 


E, é claro, a iniciação é a marca registrada da maçonaria. Então existem fortes conexões entre a maçonaria e o movimento Nova Era. ... Me veio algo agora à mente....


Sim?!

Muitos concordam que a matriarca de todo movimento Nova Era foi a Sociedade Teosófica e Madame Helena Petrovna Blavatsky. 

E muitas pessoas não entendem que ela e todos os seus colegas eram maçons.


Mas ela era mulher. Como pode?

Bem, isso é questionável.

Sério? (risos). Não brinca!

Ela costumava... ela afirmava que não tinha vagina, em seus escritos.

Sério? Caramba!

Obviamente ela era uma mulher, mas... geneticamente ele era mulher, mas ... foi por isso que ela nunca teve filhos. 

Ela se casou com algum conde russo e foi assim que adquiriu o título de “Madame”. Mas nunca teve filhos. 


E certamente era uma mulher muito masculina. Você precisa entender que há, na Europa — fomos envolvidos nisso também — ramos da maçonaria chamados ‘Le Droit Humain', que significa em francês “Direitos Humanos”. 


E é uma Loja que teve início nos anos de 1800 e foi a primeira a admitir mulheres. E tanto homens quanto mulheres podem ser membros e ficam sob o guarda-chuva da Sociedade Teosófica. 


Então é por isso que vemos, por exemplo, muitas figuras femininas na liderança da Teosofia, como Blavatsky, com qualificações depois de seus nomes de “33° grau Ilustre etc”. Então, em certo aspecto, há uma conexão muito forte.


Puxa. Obrigada. Não sabia disso. Vejo artigos sobre maçonaria e seu auxílio a hospitais infantis. Estão tentando ajudar pessoas ou há algo por trás disso?

Não duvido que muitos dos que estão envolvidos estejam mesmo tentando ajudar as pessoas. Acho que você está principalmente se referindo aos Shriners. Porque os Shriners têm hospitais para crianças debilitadas e centros para tratamento de queimaduras. 

E, sim, eles fazem muita coisa boa. Acredito que muitos dos homens envolvidos estão fazendo isso por motivos muito nobres. Mas tivemos acusações e não passaram disso, feitas por pais de que alegaram que seus filhos foram molestados por funcionários do hospital. 


Então, quero alertar diretamente os pais. Tivemos muitas cartas escritas para nós ao longo dos anos, comoventes, que diziam: “Oh, meu filho ficou doente e não temos seguro de saúde e os Shriners dizem que vão cuidar dele de graça. Devemos então levar nosso filho para o hospital deles? Eu, mesmo com o coração partido, digo que se fosse meu filho eu não levaria.


Quantas vezes você se deparou com coisas desse tipo?

Pelo menos 8 ou 10 vezes por ano. E, como discutimos antes, há um espírito dentro do maçom que se levanta e o faz querer abusar de crianças, é como uma obsessão. É um espírito de compulsão.

Nos últimos ritos?

Sim, sim, nos ritos mais elevados. E até mesmo um Mestre Maçom comum do terceiro grau — não estou dizendo que praticam tais coisas — mas o espírito já começa a cercá-los.

Porque estão todos juntos?

Sim, estão todos juntos. E o espírito ainda irá operar neles e corroer seu senso de moralidade. Então, certamente acredito que isso seja pelo menos possível. 

E é por isso que acreditamos que não se deve aceitar presentes do diabo, porque se você conhecesse a Shrine... Especialmente hoje, a Shrine é uma organização que glorifica o Islã. É chamada de “Ordem Antiga e Árabe dos Nobres da Shrine Mística”.


Então por que os americanos se juntam a grupos assim?

Bem, antes de tudo, você precisa entender que isso tem existido por muitos anos. Muito antes de surgirem os terroristas, o ataque de 11 de setembro e coisas do gênero. 

Mas porque é divertido. Você precisa se vestir com roupas engraçadas, vestir manto de lã com capuz usado pelos árabes e pijamas de seda. 


Eles balançam a cimitarra (sabre oriental de lâmina larga e recurva de um só gume) ao redor de você e... Sei que você não é natural dos Estados Unidos, mas, na maioria das cidades americanas, no feriado de 4 de junho, vemos os Shriners dirigindo seus carrinhos ou seus patinetes motorizados. 


Ou então andam em camelos. É interessante. Possuem até uma banda de música oriental, eles têm flautistas etc. Há um centro Shrine em quase todas as principais cidades, então há muitas atividades com as quais você pode participar. 


Além disso, os Shriners... está pronta para isso? Eles bebem leite de camelo.


Argh! Que nojo!

E sabe, na verdade, o que é isso? É cerveja, (risos). Então não se pode beber cerveja ou álcool em qualquer outra instituição maçônica nos Estados Unidos.

Essa seria uma grande diferença.

É. Grande. Se você entrar em um desses Templos Shrine, eles são magníficos. Como o de Milwaukee do qual eu fazia parte, acho que era El Kahir. Parece o Taj Mahal por fora. Gigantesco. 

Lindo por dentro. Você pensa que está dentro de uma mansão, pois é caro fazer parte da Shrine. E, claro, eles dizem: “Bom, todo o dinheiro vai para as crianças debilitadas”. Mas não vai. 95% não vai.


E para onde vai?

Para a Shrine.

E quem gasta?

Se você visse as jóias que um Soberano Shrine usa, quando ele chega a esse cargo, que é o topo da hierarquia Shrine, é algo de alguns milhares de dólares. 

E eles também usam anéis, etc. Você tem que entender que se tem uma corporação neste país, você pode gastar 95% do dinheiro que arrecada com “custos administrativos”. E dar apenas 5% para caridade.


Mmm-hmm.

Eles claro que tomam vantagem disso. Na verdade, foi um jornal de Orlando, não sei se o Orlando Sentinel ou o Orlando Sun, que expôs, há uns 10 ou 12 anos, como a Shrine, na verdade, dá pouco dinheiro para a caridade, apesar dos muitos recursos levantados. 

Quando você entra, é obrigado a fazer um juramento, como já falei antes, um juramento apavorante, com o Alcorão no lugar da Bíblia. E você faz um juramento que termina com: 



“Faço esse juramento em nome de Alá, o Deus dos meus antepassados, o Deus dos mulçumanos” 

E, é claro, 99% das pessoas, porque acho que os Shriners são uma organização exclusivamente americana, não creio que existam fora dos EUA. E provavelmente 99% deles não são mulçumanos. 


Provavelmente há protestantes, agnósticos, ateus ou outros. Bem, eles não são ateus, pois você não pode ser um Shriner se for ateu. Mas, sabe, então isso é mesmo uma blasfêmia. Parece bom?


Horrível.

E se tivermos tempo, eu poderia lhe dizer o que envolve a iniciação
Shriner.

Então diga.

Bem (risos), antes de tudo, é tão árduo, você tem que passar por um exame médico físico antes de passar pelo processo. 

Eles têm médicos Shriners, que fará na pessoa uma avaliação física para assegurar que o coração está bom e que não tem condições ruins de saúde preexistentes. 


Então é uma versão bem cruel e cara da humilhação feita nas fraternidades das universidades. Você tem que andar sobre brasas, eles arrancam sua roupa de baixo. 


Então você anda... pois é considerado um peregrino a caminho da Shrine... E você tem que atravessar as areias escaldantes do deserto e eles colocam no chão um tapete especial com dispositivos elétricos nele.


Ooh! Que horror!

Então você leva choques elétricos enquanto anda sobre o tapete. Não sei a voltagem, mas dói pra valer. E perceba que há uma platéia inteira assistindo enquanto você fica de olhos vendados. 

E todos riem e se divertem enquanto você é humilhado. Então eu estava ao lado de quatro, no chão, vendado, e eles penduraram uma salsicha alemã e você é obrigado a comê-la, sem enxergar nada, enquanto o resto fica espetando a sua orelha. Então não soa especial?


Não muito digno.

Bem não (risos), não. Todos os oficiais Shrine se vestem como soberanos mulçumanos e usam uma fez, o qual você já deve ter visto, um chapéu cônico vermelho. 

E que, é claro, vem da cidade de Fez no Marrocos. E, eu não sei se é verdade, mas uma popular lenda marroquina diz... sabe qual é a origem daquele chapéu? Isso remete quando o islamismo se proliferou pelo norte da África através da Jihad, que é a Guerra Santa, e os mulçumanos foram para Fez, que era toda cristã. 


Eles basicamente disseram que você deveria se converter ao islamismo ou iriam matá-lo. Então disseram que jamais negariam o Senhor Jesus Cristo. E todos os cristãos foram massacrados. Foram decapitados. 


Esse é o conceito mulçumano de ganhar alma. Ou você se converte ao islã ou lhe arrancam a cabeça. É por isso que o símbolo do Shrine é uma cimitarra (sabre oriental de lâmina larga e recurva de um só gume). 


E outro símbolo é uma cabeça de Sphinx, como um egípcio com a cabeça coberta. E é por isso que você vê marchas shrines diferentes. E então as ruas estavam literalmente inundadas com o sangue desses mártires cristãos. 


E para comemorar, os invasores mulçumanos tiraram seus turbantes, mergulharam-nos no sangue dos mártires cristãos e os colocaram de volta à cabeça. É por isso que o fez tem aquela cor singular que parece sangue seco.


E quantos Shriners sabem disso?

Provavelmente nenhum. Certamente eu não sabia quando estava lá.

Como soube?

Um mulçumano convertido me contou. Ele havia se convertido ao islamismo no norte da África, no Marrocos. Então deve ter sabido lá. Mas é claro que os Shriners negarão isso. Consegue imaginar um cristão usando esse chapéu?

Certamente não.

E jurando sobre o Alcorão, que é o Livro Sagrado mulçumano? Você certamente não iria querer usar um chapéu dele.

Não. Não. Além disso, parece meio bobo (riso). Por favor, explique o que é megapolisomancia.

Megapolisomancia. É mesmo uma palavra difícil. Basicamente é algo ensinado nos níveis mais altos da maçonaria. 

E “megapolis” significa literalmente “cidade grande”, como podem chamar, por exemplo, Nova Iorque de “megapolis”. E “omancy” significa “magia de”. 


Então é literalmente “a magia das grandes cidades”. Seu conceito diz que você pode sentir através da arquitetura as vibrações espirituais de uma cidade ou um prédio. 


E há certas coisas... Pois os maçons são basicamente construtores de Templos. Eles afirmam que muito antes das catedrais cristãs, os maçons construíram o Pathenon, e que os maçons construíram os grandes templos de Roma. 


Então eram chamados Artificies Dionisianos, mas é basicamente a mesma coisa. E mesmo no Egito os maçons construíram a Grande Pirâmide de Khufu e os grandes Templos de Luxor e Karnack. Então o princípio é criar um ambiente em um lugar ou em um prédio para a manifestação de espíritos demoníacos... não é interessante?


Muito interessante!

Então fazem o prédio em formato trapezoidal. E se você observar os quadros de todos os antigos Templos do Egito, perceberá que possuem formato trapezoidal. São mais largos na base que no topo. 

Então, em poucas palavras, megapolisomancia é a ciência de criar prédios que permitirão você praticar magia negra de forma eficiente. E é por isso, por exemplo, que aprendemos que casas assombradas costumam ter telhado com sótão. Como a casa da “Família Addams” na TV, cujos telhados são achatados. Perceba que é um trapézio. 


E em toda casa assombrada que lidamos, quando éramos “caça-fantasmas”, isso 10 anos antes do filme com mesmo nome, tinha algo no qual os ângulos eram inclinados, uns 2 ou 3 graus. Formando o trapézio. 


Obviamente o trapézio mais famoso do mundo é a torre John Hancock em Chicago, que é um trapézio negro gigante e a quarta ou quinta construção mais alta do mundo. 


No topo, estão os chifres gêmeos de Lúcifer. São duas torres de TV ou de rádio, e enquanto o prédio era erguido, ele tinha alto índice de suicídio, de perturbações mentais, se comparado a qualquer outro prédio comum, de tamanho similar.


Vi mapas... desenhos... que mostram que existem símbolos maçônicos em Washington. É tudo parte da megapolisomancia?

Sim, é exatamente isso... a disposição das ruas. Na verdade, Ed Decker e eu somos os primeiros a abordar essa descoberta. 

Se você fizer um mapa da disposição das ruas... Antes de tudo, toda a cidade de Washington D.C. é disposta como um rombo gigantesco. E desmembrando isso ainda há mais coisas. 


Há quatro pedras fundamentais maçônicas. No norte, no sul, no leste e no oeste da cidade de Washington D.C. pedras gigantescas, estabelecidas no solo. 


E então se você entrar ainda mais na cidade e desmembrá-la, descobrirá, por exemplo, que há esquadros, compassos e um pentagrama invertido gigante aprontando diretamente para a Casa Branca. 


E, claro, o pentagrama invertido é um símbolo de Satanás; é um símbolo que os satanistas usam para identificar a manifestação do Reino de Satanás sobre a Terra. Então você se pergunta por que nosso presidente tem tantos problemas.


Oh, creio que isso responde à próxima pergunta: Como isso nos afeta como sociedade?

Bem, entenda que por muitos anos... a influência maçônica está diminuindo, mas por muitos anos a maçonaria foi uma espécie de religião civil da América do Norte. Porque é tão universalista que a maioria das pessoas não se incomodaria com ela. 

E na maior parte das cidades, as prefeituras, os tribunais etc. etc. foram todos consagrados por maçons. Eles convidavam o Mestre da Loja local para lançar a pedra fundamental etc. etc. 


E o que isso significa? Significa que as cidades estão todas debaixo de maldição.


Então isso significa que precisamos derrubar todos esses prédios e construir novos?

Bem, no mínimo, significa que é necessário ir e orar sobre esses elementos e destruí-los. Digo, espiritualmente, destruir as fortalezas que existem dentro deles. 

E, na verdade, é mais ou menos o que fizemos em 1990. Eu e outros doze ministérios que trabalham com maçons, unimos as forças com intercessores em prol dos Estados Unidos e fomos até Washington D.C. Marchamos da Casa Branca por 13 quadras — não é interessante? — em direção ao sul, à Casa do Templo, que é o Quartel-General Supremo do Rito


clip_image008Obelisco em Washington, Capital dos EUA

Escocês — o Supremo Conselho dos Grandes Soberanos Inspetores Gerais. E fomos até lá e oramos sobre o local. Ungimos com óleo. E lançamos fora as fortalezas da maçonaria nesse país. 

E na verdade é algo que Yahweh está fazendo... não é nosso trabalho... mas desde aquela época a maçonaria começou a se descosturar nessa nação. 


Quero dizer, até mesmo na Convenção Batista do Sul... não foram tão longe quanto deveriam., mas fizeram um relato reconhecendo que a maçonaria tinha problemas e que era incompatível com o cristianismo. 


Desde então... lembro-me... se você for àquele prédio, assustador de se ver, em D.C., há duas grandes esfinges do lado de fora. Duas esfinges de pedra enormes. 


Eu mesmo fui ao topo delas e ungi as duas com óleo em nome de Yahushua e orei sobre elas. E ungi a porta... foi tão engraçado, estávamos todos lá, orando fervorosamente e havia um senhor que morava na cidade, ele era uma espécie de zelador, e o líder dos intercessores estava lá orando em línguas e o zelador abriu a porta e o intercessor estava orando “alabassundallkalav” (gibberish) ou algo do tipo. 


E o rapaz arregalou os olhos e fechou a porta. Não quis se meter conosco. E acredito mesmo que esse foi um grande momento na História — se assim quiser chamar — do Movimento Anti-Maçônico. 


Porque fomos direto ao pináculo da fortaleza maçônica nesta nação. Oramos contra os guardiões da maçonaria e os expulsamos. Arrancamos as proteções da maçonaria. 


E, desde aquela época, a influência maçônica tem declinado. Na época, havia por volta de 4 milhões de maçons nos Estados Unidos. Hoje existem 2,5 milhões.


A Internet tem contribuído para isso, você diria?

Oh, sim, pois cada vez mais pessoas estão aprendendo a verdade, através da Internet.

Faz diferença os prédios e os objetos continuarem presentes fisicamente?

Bem, faz uma pequena diferença. Mas entenda que se você for lá e de fato reconsagrar aquela terra e aquele prédio... claro, você provavelmente teria que fazer isso à noite... ao Todo-Poderoso Yahweh, isso faria uma enorme diferença. 

Porque seu poder é muito maior que o poder do adversário. E quero dizer, claro, legalmente você não é o dono do prédio, então o diabo ainda tem direito que fazer bagunça naquele lugar. 


Mas diminuirá vastamente a influência que o prédio tem sobre toda a comunidade. Na verdade, você mencionou esse leiaute de... há muitos, principalmente no leste e no sul, há muitas capitais de estado que também foram estabelecidas por maçons. 


Não sei se, como Tallahassee é, mas sei que muitas das cidades do leste foram parte das 13 colônias originais que foram dispostas em um formato maçônico.


Você disse antes que a Sociedade Crânio e Ossos é pior que a maçonaria.

Bem, suas iniciações são ainda mais bizarras, se é que é possível. E sua influência é muito maior. 

É muito elitista. Teoricamente, qualquer zé-mané pode ser um maçom. 


Enquanto que você tem que ser a elite da elite... claro, tem que ser um estudante de Yale... ou mais que isso... mas na verdade apenas o dinheiro sujo das famílias, das famílias realmente ricas e poderosas... digamos, por exemplo, a família Bush... seria permitido para ingressar nessa sociedade.


Como você sabe que os rituais são piores?

Bem, porque foram parcialmente, pelo menos, revelados. Alguém entrou lá com uma câmera oculta... Além disso, alguns deles já acabaram falando alguma coisa ao longo dos anos. 

E envolve, basicamente, se deitar nu em um caixão, com um elástico vermelho ao redor do membro masculino e relatar todos os seus encontros sexuais para os seus companheiros do Osso. E essa é a parte mais agradável.


Oooh! Que horror!

E, claro, há todo o tipo de declarações estranhas de que há um crânio ou vários... acho que o chamam de o Templo. É o antigo velho do campus de Yale. E ouvi dizer que se trata desde o crânio de Gerônimo até o crânio de Adão. Não sei como saberiam que é o crânio de Adão, mas... 

É um grupo muito anticristão. E as éticas e a moralidade ensinadas dentro do grupo são extremamente anticristãs. 


E, claro, você observa o fato de que teoricamente em toda administração do governo americano há dezenas de pessoas pertencentes a essa sociedade. 


Digo, os dois candidatos que concorreram ao cargo de presidente na última eleição eram do Osso. 


Ou seja, John Kerry e George W. Bush pertenciam à Crânio e Ossos.



Extraído do livro: Entrevista com um Ex-vampiro







Compartilhe este artigo

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR

Mais Populares

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top