Mostrando postagens com marcador Politica Internacional. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Politica Internacional. Mostrar todas as postagens

12 fevereiro 2017

Em desafio a Trump, Coreia do Norte realiza teste de míssil balístico

O ditator Kim Jong-un, que havia prometido o lançamento, fez o seu primeiro desafio ao presidente Donald Trump, dos Estados Unidos

image

A Coreia do Norte lançou um míssil balístico de características ainda desconhecidas, informou neste domingo a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

Segundo fontes militares, o lançamento aconteceu por volta das 7h55 (horário local, 20h55 do sábado em Brasília).

O líder coreano Kim Jong-un tinha declarado no mês de janeiro que seu país estava se preparando para lançar um míssil de longo alcance que poderia transportar ogivas nucleares. Este é o primeiro teste de mísseis de Pyongyang, no governo de Donald Trump.

O líder norte-coreano Kim Jong-un havia prometido um novo teste de mísseis em seu discurso no último dia de 2016. O ditador havia sugerido que o país estaria prestes a desenvolver um míssil balístico intercontinental, capaz de atingir os Estados Unidos.

(Com agência EFE)

Continue lendo...

06 fevereiro 2017

Trump reforça respeito a Putin e vice sugere fim de sanções

Mike Pence afirma que sanções impostas à Rússia podem cair se governo do país cooperar com os EUA na luta contra o Estado Islâmico


Trump reforça respeito a Putin
A relação entre Rússia e Estados Unidos deve ser mais amigável e próxima durante o governo de Donald Trump. O presidente dos Estados Unidos reiterou neste domingo que “respeita” o seu homólogo russo, Vladimir Putin, e convidou os que o qualificam de “assassino” a moderar essa opinião. “Eu o respeito, bem, eu respeito muita gente, mas isso não significa que vou me dar bem com eles”, disse Trump em uma entrevista que será transmitida no domingo pela Fox News antes do popular Super Bowl.


“Mas é melhor se entender com a Rússia do que o contrário. E se a Rússia nos ajuda a combater o EI (grupo extremista Estado Islâmico) e o terrorismo islâmico ao redor do mundo, isso é uma coisa boa”, acrescentou. Quando questionado sobre os supostos vínculos de Putin com a morte extrajudicial de jornalistas e dissidentes, Trump convidou os americanos a um exame de consciência. “Há muitos assassinos, temos muitos assassinos. Você acha que o nosso país é tão inocente?”, disse Trump.
Esta declaração gerou uma onda de críticas ao presidente americano nas redes sociais, na imprensa e no próprio partido Republicano.
Mike Pence – Enquanto isso, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, sugeriu hoje que seu país pode suspender as sanções impostas à Rússia nos próximos meses, caso o presidente russo, Vladimir Putin, coopere com o governo americano na luta contra o Estado Islâmico. Pence foi entrevistado por George Stephanopoulos, do canal ABC, que perguntou se os EUA manteriam as sanções se Moscou continuasse a violar o cessar-fogo com a Ucrânia.
“Eu acho que essa questão será respondida nos próximos meses. Tudo depende”, disse Pence, acrescentando que era preciso observar mudanças na postura do Kremlin e a oportunidade de um trabalho conjunto, de comum interesse, “incluindo a luta contra o Estado Islâmico e outros terroristas.
“O presidente está procurando por uma oportunidade para recomeçar essa relação. Mas não se engane, essas ações vão depender de como os russos responderão nos próximos dias”, disse o vice.
(Com agências France-Presse e Estadão Conteúdo)
LEIA TAMBEM:
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 01
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 02
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 03
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 04
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 05
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 06
Saiba Ta Na Net: Revelando Verdades Ocultas - 07
Saiba Ta Na Net, Postagens de acontecimentos que fazem a historia
Continue lendo...

29 janeiro 2017

Trump dá 30 dias para Pentágono criar plano para derrotar Estado Islâmico

Presidente dos EUA conversou com Putin sobre estratégia conjunta para derrotar a facção terrorista.

Trump dá 30 dias para Pentágono criar plano para derrotar Estado Islâmico

O

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou neste sábado (28) uma ordem executiva com instruções para que o Pentágono apresente em 30 dias uma estratégia para derrotar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Neste sábado, Trump telefonou ao presidente russo, Vladimir Putin, com quem conversou sobre ações para combater o grupo terrorista.

Ao final do telefonema entre os dois, a presidência russa informou que os dois chefes de Estado querem "uma real coordenação contra o EI na Síria", uma opção que os militares americanos observam com desconfiança, considerando que os russos estão na Síria para apoiar o regime de Bashar al Assad.

Na sexta-feira, Trump reuniu-se com os comandos militares no Pentágono para tratar a forma de acelerar o combate ao EI, segundo uma autoridade militar que não deu maiores detalhes.

O presidente americano pode decidir modificar a estratégia de seu antecessor, Barack Obama, que queria evitar a todo custo a implicação de tropas americanas nos combates no terreno e havia assumido essencialmente um papel de assessoramento.

No momento, o governo norte-americano mobiliza pouco mais de 5 mil militares no Iraque e 500 soldados de suas forças especiais na Síria, apoiando as forças democráticas sírias.

Aviões americanos e de uma coalizão internacional comandada por Washington bombardeiam diariamente os extremistas desde o verão de 2014 no hemisfério norte.

fonte: G1

Continue lendo...

27 janeiro 2017

Fim da mamata: Trump corta verbas da ONU, de jornais e de outros esquerdalhas

image

 

Trump está como um rolo compressor pra cima dos esquerdalhas populistas acostumados a vidas de reis com dinheiro público.

Além de cortar verbas para os poucos sindicatos americanos, os muitos jornais que agora o criticam toda hora, e de entidades inúteis, crivadas de comunas e populistas, Trump resolve cortar verbas para a corrupta (Des) Organização das Nacões Unidas.

Olha a choradeira no O Globo: [...] O presidente americano, Donald Trump, prepara decretos para reduzir radicalmente o financiamento da ONU e para retirar os Estados Unidos de tratados multilaterais, informou nesta quarta-feira o jornal "New York Times". Se for confirmada, a decisão será um duro golpe para muitas agências das Nações Unidas que dependem dos bilhões de dólares em financiamento para ações como ajuda a refugiados e manutenção da paz, apontou o jornal.  [...]

Para que serve a Onu mesmo? Para ajudar as nações ou proteger terroristas disfarçados dentre os ditos refugiados?

Bem feito. Demorou.

===

Continue lendo...

21 dezembro 2016

Família Trump encara chegada do magnata à Casa Branca como oportunidade de negócios

image

Durante a recente corrida à Casa Branca, nos Estados Unidos, o eleito Donald Trump acusou sua adversária, a democrata Hillary Clinton, de usar o cargo de secretária de Estado para beneficiar a fundação presidida por seu marido, o ex-presidente Bill Clinton. No caso de isso ter acontecido, o casal Clinton já deveria ser alvo de processo judicial, pois fica patente o tráfico de influência.

Contudo, na terra do Tio Sam também prevalece a teoria burra do “pau que bate em Chico, não bate em Francisco”. Para quem acreditou que Trump é salvação da humanidade e um monumento à moralidade, o próximo presidente norte-americano, que tomará posse no cargo em 20 de janeiro, é a “fulanização” do fiasco.

Dois filhos de Donald Trump foram acusados de organizar um evento beneficente para receber doações de até US$ 1 milhão em troca de acesso a recepção privada após a posse do republicano. Não importa o viés benemerente do evento, pois nada justifica tal atitude, que também configura tráfico de influência. Aliás, a família Trump vem encarando a chegada à Casa Branca como uma grande oportunidade de negócios, como já deixou claro o próprio eleito.

Entidade independente de promoção da ética e outros temas políticos, o Center for Public Integrity (CPI) denunciou que uma fundação sem fins lucrativos foi criada tendo Donald Jr. e Eric, filhos do presidente eleito, como diretores.

Segundo o CPI, a “Opening Day Foundation” planejava um evento para arrecadar fundos no dia seguinte à posse de Trump. Para tanto, oferecia “uma recepção privada e a oportunidade a 16 convidados de tirar fotos com o presidente Donald Trump”, como também uma “excursão para caçar e pescar para quatro convidados com Donald Trump Jr. ou Eric Trump”, e “guitarras autografadas por um intérprete no Opening Day 2017”, entre outros benefícios.

“Ao contrário dos comitês políticos”, a lei não exige das organizações sem fins lucrativos “revelar seus contribuintes, permitindo que esses assinem cheques de sete dígitos para ter acesso ao presidente e ainda assim permanecerem anônimos”.

Além dos filhos de Trump, a Opening Day Foundation tem também como diretores o empresário Gentry Beach e Tom Hicks Jr., filho de um conhecido magnata de Dallas.

A Opening Day, referência explícita ao dia da posse do presidente, “é sua oportunidade de ter um papel importante enquanto nossa família celebra a posse do nosso pai, amigo e presidente Donald J. Trump”, destaca um material promocional do evento distribuído pela fundação.

A equipe de transição do presidente eleito dos EUA emitiu comunicado negando o envolvimento dos seus filhos no evento. “Donald Trump Jr. e Eric Trump são fervorosos amantes dos grandes espaços e defensores dos esforços de conservação, o que os alinha com as metas deste evento, mas não estão envolvidos com isso de qualquer modo”, declarou a porta-voz Hope Hicks.

“O evento Opening Day e os detalhes divulgados são apenas conceitos iniciais, que jamais foram aprovados ou perseguidos pela família Trump”, completou Hicks.

Ou seja, ao que parece Trump tomou emprestado de Lula e seus quejandos a desfaçatez para negar escândalos, mas levou de brinde a frase “eu não sabia”.

UCHO.INFO

Continue lendo...

20 dezembro 2016

Explode o caos na Venezuela após ditador psicopata 'confiscar dinheiro' e fechar fronteiras

image

 

Situação é 'infernal' na Venezuela.

Maduro, o psicopata comuista e ditador da Venezuela, fechou fronteiras (inclusive proibiu brasileiros de saírem de lá), e consfiscou o pouco que restava da grana das pessoas.

Saques, brigas e mortes por comida, ações de grupos armados do crime e de milícias tocam o terror ainda mais, enquanto as Forças Armadas do país, mergulhadas em corrupção e narcotráfico apenas assistem.

Venezuela se aproxima do fim.

E o Brasil segue no mesmo rumo com o agravamento da crise política e financeira.

VÍDEOS

O caos - via Euronews

Brasileiros presos

 

fonte: http://folhacentrosul.com.br/

Continue lendo...

29 novembro 2016

Trump diz que se Raul Castro e seu 'refugo' comunista não caírem fora, não terá acordo

image

Trump disse pelo Twitter que se não melhorarem a situação para o povo cubano, não vai ter acordo.

Esse 'melhorar a situação', implica categoricamente em Raul Castro, irmão do diabólico falecido Fidel, que ainda está no poder, e seu refugo de comunistas canalhas tem que vazar, entregar os betes, sair fora.

Isso, provavelmente não vai acontecer, o que significa que Trump vai mandar chumbo grosso pra cima do refugo comunista ainda na ilha, até que todos sejam literalmente chutados pelo próprio povo.

A historia, de fato, vai longe

Continue lendo...

26 novembro 2016

Fidel Castro: 10 fatos sobre a vida do ex-ditador cubano

 

Da vida familiar atribulada ao discurso mais longo da história

image

O ex-ditador cubano Fidel Castro, que morreu na noite da última sexta-feira, em Havana. Abaixo, uma lista de dez fatos sobre sua trajetória.

 

1)     Foi reconhecido pelo pai, Ángel Castro, um imigrante espanhol, somente aos 17 anos.

 

2)    Teve um caso extraconjugal com Natalia Revuelta. A filha deles, Alina, só soube aos dez anos de idade que era filha do ditador cubano. Atualmente, ela vive nos Estados Unidos.

 

+ 33 fotos do ex-ditador cubano Fidel Castro

 

3)    Tem um filho também chamado Fidel Castro, conhecido como Fidelito. Ele é físico nuclear e já foi chefe da comissão de energia atômica de Cuba.

 

4)     Enquanto governou o país, enfrentou nove diferentes presidentes americanos.

 

5)    A primeira vez que disse a famosa palavra de ordem “Pátria ou Morte!” foi em ato de luto pelas vítimas de atentado a um barco francês ancorado em Havana.

 

6)    Depois de participar de invasão frustrada à República Dominicana para depor o ditador Rafael Trujillo, foi perseguido pela polícia no mar e fugiu nadando.

 

7)    Conheceu o argentino Ernesto “Che” Guevara no México, para onde foi após sair da prisão em Cuba. Ele foi detido por liderar ataque frustrado ao quartel de Moncada, em Santiago de Cuba.

 

8)   A primeira visita que fez ao Brasil foi em 1959, apenas quatro meses após assumir o poder em Cuba. Ele também esteve presente nas posses dos presidentes Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso e Lula.

 

9)  Entrou para o “Guinness Book” , o  livro dos recordes, por proferir o discurso mais longo da história da ONU (Organização das Nações Unidas): 4 horas e 29 minutos, em 29 de setembro de 1960. Em Cuba, seu recorde foi de 7 horas e 10 minutos, feito durante Congresso do Partido Comunista de 1986.

 

10)  Dizia ter sobrevivido a mais de 630 tentativas de assassinato, planejadas principalmente pela CIA, agência de inteligência dos Estados Unidos. As histórias envolviam coisas como pílulas envenenadas e charutos tóxicos.

VEJA

Continue lendo...

Morre aos 90 anos Fidel Castro, ex-presidente de Cuba

Líder cubano morreu na noite de sexta-feira (25), em Havana.
Raúl Castro fez anúncio oficial na TV estatal cubana.

 

image

 

O ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, morreu na noite de sexta-feira (25), aos 90 anos, na capital Havana, segundo a TV estatal cubana. A morte do líder cubano também foi informada pela rede de televisão norte-americana CNN.

Segundo a agência EFE, a morte do líder cubano foi confirmada por Raúl Castro, irmão de Fidel e presidente da ilha cubana.

Castro morreu às 22h29 e o corpo do ex-presidente de Cuba será cremado, "atendendo a seus pedidos", informou Raúl, na TV estatal.

Informações sobre o funeral serão divulgadas em breve.

A última vez que Fidel foi visto publicamente foi em 15 de novembro, quando recebeu o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.

Em agosto, a festa de aniversário de 90 anos de Fidel Castro reuniu mais de 100 mil pessoas na capital cubana. Aposentado há 10 anos, Fidel Castro era praticamente inacessível. Só recebia visitas esporádicas de personalidades em sua casa em Havana.

Ainda mais escassas são suas aparições públicas ou fotos tiradas recentemente. Uma presença discreta que contrastava com as cinco décadas em que esteve à frente da ilha, exercendo um comando onipresente antes de ficar doente e ceder o poder a seu irmão Raúl.

Gerações de cubanos cresceram com a imagem e presença próxima de Fidel, o mesmo que pregou sua rejeição ao "culto à personalidade".

O revolucionário tinha 32 anos quando entrou triunfante em Havana. Era 1959, usava barba e uniforme e vinha da derrota de um exército de 80 mil homens contra uma guerrilha que em seu pior momento contou com 12 homens e sete fuzis.

Sem passado militar, Castro expulsou do poder o general e ditador Fulgêncio Batista, na luta que começou com o fracasso da tomada do quartel Moncada, em 1953.

Continue lendo...

22 novembro 2016

Recusa de visto a brasileiros para os EUA pode triplicar este ano

Os índices oficiais serão apresentados na próxima segunda-feira (28) pelo Consulado Americano

 

image

O número de recusa de vistos a brasileiros para os Estados Unidos deve triplicar este ano, segundo levantamento da Folha de S. Paulo. O índice deve chegar a 15%, resultado quase três vezes maior do que o ano passado (5,36%). Se comparado a 2014, as contas são superiores: 3,2%. Os principais motivos para o crescimento das rejeições na terra de Tio Sam estão ligados à crise econômica brasileira e à concepção do aumento da emigração ilegal. Os índices oficiais serão apresentados na próxima segunda-feira (28).

 

Já na União Europeia, de acordo com o relatório divulgado pela Frontex, houve aumento de 41% no número de brasileiros barrados nas fronteiras no segundo trimestre deste ano –945, ante 669 no mesmo trimestre de 2015.

Continue lendo...

21 novembro 2016

‘Washington Post’ cita governo Dilma como ‘pior cenário’ possível para Trump

O foco da comparação está nas promessas de grandes estímulos a setores econômicos públicos e privados, aliados a uma agenda de investimento pesado em grandes obras de infraestrutura

 

O jornal americano The Washington Post usou o exemplo da crise política e econômica do Brasil para falar sobre qual seria o “pior cenário” da presidência de Donald Trump.

Em um texto que cita as principais propostas de campanha do bilionário eleito para a Casa Branca no dia 8, a reportagem do Post afirma que o cenário mais negativo seria uma repetição do governo de Dilma Rousseff.

00000 DILMA W POST

O foco da comparação está nas promessas de grandes estímulos a setores econômicos públicos e privados, aliados a uma agenda de investimento pesado em grandes obras de infraestrutura.

“A agenda econômica de Trump lembra a de líderes populistas em outros países. Em particular, as medidas que ele propôs são similares às de Dilma Rousseff, ex-presidente do Brasil, deposta do cargo em agosto”, afirma o Post.

O texto segue citando outras coincidências de agenda, como as restrições às importações e os subsídios generosos às grandes corporações, prometendo um estímulo interno, mas colhendo inflação e recessão.

A diferença essencial, pondera o texto, seria o relativamente baixo impacto nos EUA de uma queda generalizada do preço das commodities – como a que ocorreu nos últimos anos e é apontada como responsável por parte da crise que Dilma não teria sabido como manobrar.

Continue lendo...

23 agosto 2016

Online Scam Artists Are Using Hoaxes About Terrorist Attacks To Make Money

An investigation reveals that the websites and accounts helping spread these hoaxes in the US, the UK, and Canada appear to be linked to the country of Georgia.

 

1. This week police in Ottawa issued a warning to the public about hoax news articles that claimed there was a terrorist attack in the region. Police shared two images of fake news stories posted on Facebook:

 

image

An investigation reveals that the websites and accounts helping spread these hoaxes in the US, the UK, and Canada appear to be linked to the country of Georgia.

One hoax claimed three officers and eight citizens had been killed in a suicide bombing in Ottawa. The other, from a different website, claimed an attack by ISIS in the suburb of Kanata had killed 92 people and wounded almost 200 others.

Both hoaxes were posted in private Facebook groups for people in the local area.

2. The last few weeks have in fact seen a rash of these fake local ISIS attack stories. The articles come from websites with domains that are similar to legitimate news organizations: CNNInternationalNews.com, CNNInternational.tk, HeraldNews.tk, and CBCNews.gq.

The stories all contain the same headline and body text, but have the location of the attack changed in order to target people in different areas.

3. These hoaxes appear to have started in late 2015, when they targeted places in the UK. They spread enough that local police spoke out to warn the public.

4. So, who’s behind this coordinated effort to drive traffic to dubious websites using hoaxes about terrorist attacks? And why are they doing it?

An investigation of domain ownership records, of website source code, and of the people who have played a key role in spreading these hoaxes reveals a strong link to people in the country of Georgia.

Their goal is to use the hoaxes to get people to go to websites where they do one of three things: infect the user’s computer with malware, trick people into handing over personal information, or redirect the traffic to online gaming sites in order to earn a commission. (It’s important to note that while people in Georgia are playing a role in this scam, the ringleader(s) may be located elsewhere.)

This is the strange story of how two seemingly random recent hoaxes about communities in Canada can be traced back to the former Soviet republic of Georgia, and to a business that uses frightening hoaxes about ISIS to make money.

5. The website that hosted the Ottawa attack hoax is still online at TheLocal.ga. Its homepage is filled with copies of the same hoax bombing story, each with different city names.

Warning: The site contains a pop-up on every page that will attempt to infect your computer with malware after you click on it.

The other hoax article, about an Ottawa suburb, pointed people to a site, BBC-Last-News.cf, that is no longer online.

6. Both sites have kept their domain ownership records private. However, a Google search found that a website, CNNInternationalnews.com, used the exact same headline and body text as TheLocal.ga in hoax stories about places in New Zealand.

This site also has a malicious pop-up when you arrive on any page. Rather than asking you to download software, it requests visitors fill out a bogus survey and then hand over personal information to receive a free gift that never arrives.

Unlike the other two sites, its domain owner records are public, and they list an address in Tbilisi, Georgia.

7. The headline text of the other fake Canada attack story has also been used by other websites. A search of “brutal terrorist attack by ISIS” on Facebook brought up the UK police warnings about the hoaxes from back in November and December 2015.

Some of the domains running that hoax included ReportForLife.com, BrutalEng.com, NewTabi.com, World-BBC-News.com, BBC-Breaking-News.gq, AllCrashNews.com, FacebookNeww.info, DailyMirror.cf, and UnblockedGames.eu.

As with the fake BBC website, seven of those domains listed owners in Georgia. BuzzFeed News emailed all of the publicly listed owners seeking comment, but none have responded.

8. One site, BBC-Breaking-News.gq, hid its domain ownership record but had source code that included comments in Georgian. This suggests the programmer or designer who helped customize the site is Georgian.

9. Along with being listed as the owners of the hoax sites, Georgians have played a key role in spreading the hoaxes. One of the screenshots shared by Ottawa Police showed someone named Sopo Khotivrishvili sharing a hoax in an Ottawa Facebook group.

Ottawa Police

That Facebook profile was created by a woman in Georgia, but the user profile now says she lives in Ottawa. (Changing the location helps the account get approved for membership in Ottawa Facebook groups.)

10. The account’s current profile and cover photos show members of the band Twenty One Pilots. Those pictures were changed in late July, right around the time this latest burst of hoax attack stories started spreading again.

Facebook

11. Prior to that change, the account mostly posted photos of a family in Georgia, and of a young girl in particular.

Facebook

The recent photo changes and their timing suggests the account may have been hacked. BuzzFeed News sent messages to the account but did not receive a reply.

Khotivrishvili’s is just one of many Georgian Facebook accounts that have posted the hoaxes in Facebook groups to help them spread.

12. For example, this Georgian shared a hoax about an attack in Philadelphia in a Facebook group about the TV show It’s Always Sunny in Philadelphia.

Facebook

13. Though just about everything this person posts on his profile is in the Georgian language, and all of his friends are in Georgia, his profile says he lives in Philadelphia and that he was born there, too.

Facebook

Yet this Philly native seemed to not know that the It’s Always Sunny in Philadelphia Facebook group is about a TV show rather than the city. Based on the birthday listed on the profile, the account apparently belongs to a 13-year-old boy.

I sent a friend request, which the account accepted. I then messaged to ask to speak about the hoax article the account had shared, but never received a reply. The account later blocked me from sending more messages.

(It’s unclear if this account has been hacked, if he shared the hoax because he is part of the scam, or if he was paid by scammers to share the link.)

14. Since we were now Facebook friends, I was able to watch as this account joined one Philadelphia Facebook group after another so it could keep sharing the hoax.

Facebook

15. It’s a pattern. Here are six other examples of Georgian accounts posting hoax terrorist attack articles in Facebook groups to help them spread (click on the city names to see each example):

View this embed ›

Some of these accounts belong to real Georgians, while others, such as this and this, appear fake. They have few or no friends and were recently created.

16. That’s how the hoaxes spread and drive traffic to the websites. But how do the people running these websites make money?

17. As noted earlier, some sites trick visitors into downloading malicious software, or they do their best to get readers to hand over personal information.

Adam Shostack, a network security expert and the author of Threat Modeling: Designing for Security, said there are likely several people involved in making this scam work.

“It seems reasonable to think that the people spamming [the hoax links in Facebook groups] are paid by the people who set up the website, who are paid by the people who infect the machines, who pay people to write the malware to do things like send spam or pretend to be you to your bank,” he said.

18. The other way at least one of these sites made money was by sending its traffic to online gaming sites. BBC-Breaking-News.gq had a pop-up ad that sent the user to one of several gaming websites, such as this one.

The person running the hoax site had signed up with a company that helps website publishers make money through buying and selling traffic to online arcades.

19. These strategies are apparently profitable enough to motivate the Georgians — or whoever is employing and/or hacking them — to run the hoax ISIS attack scam again and again. Even when local police catch on, they tend to just warn the public and not investigate.

A spokesman for Ottawa police told BuzzFeed News that they are not pursuing the hoaxers.

“It’s happened before over the years and it’s nothing we haven’t seen before,” he said.

The international nature of the operation also makes it tough for local police to stop this, even if they were inclined to investigate.

And that means this scam will keep running.

20. To review, here’s how the hoax/scam works:

  • Someone or several people create websites filled with copycat articles about terrorist attacks in different cities and towns.
  • They hack existing Facebook accounts, create fake ones, or enlist real people to help them spread the articles.
  • These Facebook accounts change the location listed in their profile to align with the location of the hoax they plan to spread.
  • They find Facebook groups centered around the location and request to join.
  • Once approved, they share the hoax article in the group, hoping that this will cause the hoax to spread among people in the community.
  • People click on the link and visit the website, where they are shown a pop-up ad that pushes them to download malware, to share their personal information, or that will send them to a website that pays a commission back to the scammer for the traffic.
  • When the websites running the hoaxes get shut down due to copyright infringement claims from media companies or as a result of law enforcement action, the scammers registers new domains.
  • Repeat.

 

Continue lendo...

Mais Populares

 
Copyright © 2016 ORIGINAIS OADM • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top