Mostrando postagens com marcador Turismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Turismo. Mostrar todas as postagens

28 março 2017

OS LUGARES ABANDONADOS MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO

Estas ruínas da vida real oferecem uma visão estranha para um mundo sem seres humanos. Suas paredes escuras inspiram um sentimento de admiração como eu nunca senti antes.
1. Pripyat, na Ucrânia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 01
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 02
Pripyat era uma cidade ucraniana que comportava cerca de 50.000 habitantes, mas foi completamente abandonada após o desastre nuclear de Chernobyl, em 1986, que aconteceu ali perto. Por causa da radiação, a cidade foi deixada intocada desde o incidente e assim ficará por milhares de anos.
2. Mina de diamantes Mirny – Sibéria, Rússia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 03
Esse é o segundo maior buraco feito pelo homem em todo o mundo, e foi construído por Stalin para satisfazer a demanda da URSS para o diamante industrial. Os esforços de escavação foram abandonados quando simplesmente ficou muito difícil cavar o buraco enorme.
3. Fazenda perto do Lago Seneca, Nova York, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 04
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 05
Esta fazenda abandonada no estado de Nova York também funciona como um cemitério de carros antigos, que aos poucos vão sendo tomados pela natureza.
4. Hotel Ryugyong – Pyongyang, Coreia do Norte
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 06
A construção desse hotel de 105 andares começou pouco tempo depois que a fome começou a atormentar o país, mas foi abandonado por falta de recursos.
5. Asilo para doentes mentais Willard – Willard, Nova York
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 07
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 08
Willard foi construído em 1869 e fechado em 1995. Chegou a abrigar 4.000 pacientes em seu pico, e viu mais de 50.000 pessoas morrerem dentro de seus muros. Isso por si só torna o lugar um dos mais assustadores que podemos imaginar.
6. Resort Sanzhi – San Zhi, Taiwan
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 09
Estas casas de formato peculiar seriam vendidas para oficiais militares dos EUA, mas foram abandonadas em 1980 devido à perda de investimento.
7. Six Flags Jazzland – Nova Orleans, Louisiana, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 10
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 11
Esse parque foi devastado e abandonado pelo furacão Katrina, em 2005 e, embora muitas empresas tenham planos de reconstruir o parque, ele por enquanto serve como cenário para um filme de terror.
8. Parque das Viagens de Gulliver – Kawaguchi, Japão
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 12
Perto do Monte Fuji, este parque temático foi inaugurado em 1997, mas funcionou apenas por 10 anos devido à baixa popularidade.
9. Castelo Bannerman  – Ilha Pollepel, Nova York, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 13
Francis Bannerman VI construiu o castelo para armazenar o excedente militar americano da guerra com os espanhóis. Depois que uma grande quantidade de munição explodiu em 1920, a maior parte do castelo foi destruída e o local foi abandonado.
10. Disney Discovery Island – Lake Buena Vista, Flórida, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 14
Dizem que a ilha foi abandonada depois da descoberta de bactérias capazes de matar seres humanos na água circundante. Só boatos, no entanto.
11. Farol Aniva – Sakhalinskaya, Rússia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 15
Essa ilha era disputada tanto pela Rússia quanto pelo Japão. Este território controlado agora pela Rússia está desabitado entre o Japão e a costa leste da Rússia.
12. Estação Canfranc, Espanha
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 16
Era um ponto de parada da importante rota ferroviária entre a Espanha e a França, mas um acidente em 1970 destruiu uma ponte próxima e a ferrovia foi fechada, deixando a estação abandonada.
13. Chateau Miranda – Celles, Bélgica
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 17
Esse castelo foi construído pelos aristocratas franceses que fugiam da revolução. Durante e após a Segunda Guerra Mundial, o local foi usado como um orfanato e abandonado em 1980. É um lugar muito procurado por caçadores de fantasmas que acreditam em seres sobrenaturais.
14. Usina a carvão – França
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 18
15. Eilean Donan – Loch Duich, na Escócia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 19
16. Ilha Hashima, Japão
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 20
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 21
O local era rico em carvão, e a ilha abrigava mais de 5.000 mineiros. Mas quando a gasolina substituiu o carvão como principal fonte de combustível no país, a ilha foi abandonada.
17. Moinho abandonado – Ontário, Canadá
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 22
18. Hall Station, Nova York
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 23
A estação foi construída em 1904 e fechada em 1945 pela baixa demanda de passageiros.
19. Auditório Orpheum – New Bedford, Massachusetts, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 24
Este Auditório foi inaugurado no mesmo dia em que o Titanic afundou, 15 de abril de 1912.
20. Holy Land USA – Waterbury, Connecticut, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 25
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 26
Esse era um parque temático baseado em passagens da Bíblia, e chegou a atrair 40 mil visitantes por ano, mas aos poucos perdeu a popularidade e investimento e foi abandonado em 1984.
21. Usina abandonada – Bélgica
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 27
22. Naufrágio dos SS America – Fuerteventura, nas Ilhas Canárias
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 28
Este antigo navio encalhou em 1994 após 54 anos de operação.
23. Cidade submersa – Shicheng, China
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 29
Fundada há 1.300 anos, essa pequena cidade foi inundada mais de 50 anos atrás pelo rio Shicheng.
24. Fábrica de açúcar abandonada – Nova York, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 30
25. Sealand, Reino Unido
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 31
Esses fortes construídos durante a Segunda Guerra foram abandonados após o término da mesma, mas foram reivindicados por Sealand, uma micronação ao largo da costa da Inglaterra.
26. Seção da Grande Muralha – China
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 32
Partes da Muralha foram abandonadas por causa do elevado custo para manter uma estrutura tão grande.
27. Estação Central de Michigan – EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 33
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 34
Erguida entre 1912 e 1913, esse era a mais alta estação de trem no mundo, mas foi abandonada com o fechamento da linha.
28. Dadipark – Dadizel, Bélgica
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 35
Um simples playground inaugurado em 1950 e abandonado em 2002.
29. Hospital Militar – Beelitz, Alemanha
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 36
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 37
30. Sala do piano abandonada
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 38
31. Igreja abandonada com cadeiras ainda de pé
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 39
32.  Wonderland Park – Pequim, China
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 40
Foi projetado com a intenção de ser o maior parque de diversões da Ásia, mas foi abandonado por falta de recursos.
33. Depósito de trens de Częstochowa – Polônia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 41
34. Fábrica de foguetes abandonada – Rússia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 42
35. El Hotel del Salto – Colômbia
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 43
A cachoeira localizada ao lado do hotel foi contaminada e os visitantes perderam o interesse no hotel.
36. Cristo do Abismo – San Fruttuoso, Itália
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 44
37. Velha estrada de ferro – Lebanon, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 45
38. Penitenciária – Filadélfia, EUA
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 46
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 47
Esse local sombrio abrigou nomes como Willie Sutton e Al Capone.
39. Ararapira, Paraná, Brasil
BELOS OU ASSUSTADORES OS 39 LUGARES ABANDONADOS 48
















































Continue lendo...

30 outubro 2015

EXAME DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO ANTIGO

SE LHE fosse pedido que citasse as sete “maravilhas”, feitas pelo homem, do mundo moderno, quais delas mencionaria? A Torre Eiffel, em Paris, França? Talvez o Edifício “Empire State” da cidade de Nova Iorque? O que dizer do Canal de Suez? Exploradores e viajantes alistaram todas as três, bem como outras coisas notáveis.

Mas, suponhamos que tivesse vivido há mais de dois mil anos atrás. Então, o que teria mencionado como as Sete Maravilhas do Mundo? Os gregos e os romanos dispunham de várias listas de notáveis obras de arte e arquitetura. Exemplificando, Filo de Bizâncio tinha uma lista, Antípater de Sídon, outra, que diferia um pouco. Assim é, contudo, que chegou até nós uma lista tradicional, e ela inclui coisas feitas pelo homem que eram de tamanho colossal, ou de grande esplendor, ou destacadas, por causa de outras caraterísticas extraordinárias.

As Pirâmides do Egito
Egito-Piramides
Dentre as “Sete Maravilhas” do mundo antigo, apenas as pirâmides do Egito subsistem hoje. As mais importantes são as três situadas em Giza, na margem ocidental do Rio Nilo, próximo do Cairo. São túmulos gigantescos, construídos para certos faraós. A primeira e a maior delas era a Grande Pirâmide. Este túmulo gigantesco do Faraó Quéops (Cufu), segundo se esperava, proveria um lugar seguro para os restos do rei e os tesouros sepultados junto com eles.
Abrangendo uma área de mais de cinco hectares, a Grande Pirâmide tem uma base quadrada e lados triangulares, cada um dando para um dos quatro pontos da bússola. Esta pirâmide tem 147 metros de altura e foi construída com 2.300.000 pedras. Estas pedras variam de peso, chegando a atingir até 2.270 quilos cada uma! Como é que tais enormes pedras foram cortadas, transportadas e colocadas no lugar? Não se pode afirmar isto com certeza. Mas, tem-se concluído que uma força trabalhadora de uns 100.000 homens labutou por vinte anos para terminar a (Grande Pirâmide.
Por que foram construídas as pirâmides? Bem, os antigos egípcios criam na vida após a morte. Mas, se a alma havia de continuar vivendo, eles imaginavam que o corpo carnal da pessoa tinha de ser preservado. Assim, embalsamavam seus mortos. Ademais, enterravam-se itens valiosos junto com o falecido, para que os usasse no mundo dos espíritos. Não é de admirar que alguns faraós construíssem túmulos gigantescos, aparentemente impenetráveis!
Os Jardins Suspensos e os Muros de Babilônia
Jardin suspenso da babilonia
Se os turistas do passado se sentissem atraídos pelas pirâmides, é bem provável que seus ‘guias turísticos’ instassem com eles para prosseguirem até Babilônia. Segundo certas tradições, tanto os muros maciços da cidade, como seus Jardins Suspensos, achavam-se entre as “Sete Maravilhas” do mundo antigo.
Os muros de Babilônia foram construídos pelo Rei Nabopolassar, do sétimo século A. E. C., e seu sucessor, o Rei Nabucodonosor II (624-581 A. E. C.). A cidade foi construída em ambas as margens do Rio Eufrates, e havia muros dotados de várias portas, ao longo das margens do rio. Adicionalmente, Babilônia estava cercada de muros duplos, o muro externo estando reforçado de torres. Nele havia várias portas maciças. (Isa. 45:1, 2) Dois historiadores gregos do quinto século A. E. C. escreveram sobre os muros de Babilônia. Ctésias indica que tinham cerca de 90 metros de altura, ao passo que, segundo Heródoto, os muros tinham cerca de 102 metros de altura e 26 de largura. Seja como for, a largura dos muros de Babilônia deve ter sido grande, pois Heródoto declarou: “No alto, junto às beiradas do muro, construíram prédios de uma só câmara que davam um para o outro, deixando, entre eles, o espaço para um carro de quatro cavalos dar a volta.”
Se o viajante ficara impressionado com tais muralhas elevadas, por certo não deixaria de considerar os Jardins Suspensos de Babilônia como sendo uma “maravilha”. Nabucodonosor II os construiu, pelo que parece, para sua rainha média Amytis, que considerava desapontador o panorama plano de Babilônia, e ansiava ver as árvores e a paisagem cheia de colinas de sua terra natal.
Os Jardins Suspensos consistiam numa série de terraços construídos pelo homem, ligados por escadarias de mármore e, possivelmente, suspensos a uns 23 metros, até mais de 90, acima da planície. Nos terraços cobertos de terra cresciam muitas flores, folhagens e árvores. Diz-se que escravos trabalhavam em turnos, movimentando engrenagens de alguma espécie que levavam a água do Eufrates até aos jardins. De cisternas que havia no terraço mais elevado, a água era canalizada para fontes que proviam a irrigação necessária. Contudo, embora tivessem sido extraordinários, esses famosos Jardins Suspensos não mais existem.
O Templo de Ártemis em Éfeso
Templo de artamiz
Quando o apóstolo Paulo visitou a renomada cidade de Éfeso, na Ásia Menor, durante o primeiro século da Era Comum, entre seus prédios notáveis achava-se o templo da deusa Ártemis (a Diana romana). Um templo original, arquitetado por volta de 550 A. E. C., foi destruído em 356 A. E. C., mas foi substituído por um prédio muito mais magnífico.
Nos dias do apóstolo Paulo, este templo resplandecente se erguia sobre uma plataforma que media cerca de 127 por 73 metros. O próprio prédio tinha aproximadamente 105 metros de comprimento por 50 de largura. O santuário interior, com cerca de 32 metros de comprimento por 21 de largura, segundo se pensa, era aberto para o céu. Uma imagem da deusa Ártemis talvez estivesse erguida atrás do altar neste santuário. Deste impressionante templo de mármore, com telhas de mármore branco e com mais de cem colunas maciças, nada restou senão os alicerces e algumas partes relativamente menores. Os godos destruíram o templo por volta de 260 E. C. Na verdade, os devotos da deusa certa vez bradaram: “grande é a Ártemis dos efésios!” Todavia, tal ‘grandeza’ e seu templo outrora glorioso desvaneceram-se no passado. — Atos 19:34.
A Estátua de Zeus em Olímpia
Estátua de Zeus em Olímpia
Similarmente, o famoso escultor grego, Fídias, imaginou que estava moldando um deus quando terminou uma das “Sete Maravilhas” do mundo antigo, por volta do ano 435 A. E. C. Era uma estátua, de mais de 12 metros, de Zeus (o Júpiter romano) sentado num trono de cedro, ornado de ébano, marfim, ouro e pedras preciosas. A estátua representava esse falso deus com uma coroa de oliveira em sua cabeça. Usando a madeira como núcleo, Fídias fez a carne de marfim, o manto de ouro. Na mão direita do deus, colocou uma figura de ouro e marfim da Vitória, e, na esquerda, um cetro encimado por uma águia.
Esta estátua gigantesca foi colocada no templo de Zeus, em Olímpia, Grécia, e seus admiradores incluíam muitos atletas e outros fãs dos esportes que afluíam àquela área para os famosos Jogos Olímpicos. Num século posterior, o Imperador romano Teodósio I fez levar a estátua para Constantinopla, onde um incêndio a destruiu em 475 E. C.
O Mausoléu de Halicarnasso
mausoleum_at_halikarnassos
Quando o Rei Mausolo de Cária, na Ásia Menor, morreu em 353 A. E. C., evidentemente sua esposa, Artemísia, achou que o nome e a fama de seu marido deveriam continuar vivos. Por conseguinte, fez construir esplêndido sepulcro em sua memória. Era o Mausoléu, construído em Halicarnasso, no sudoeste da Ásia Menor. Interessante é que até mesmo hoje prédios requintados que servem de local de sepultamento são chamados mausoléus.
O túmulo de Mausolo foi projetado pelos arquitetos gregos Pítios e Sátiros. Tinha cerca de 40 metros de altura e uma base retangular cercada por uma colunata de 36 pilares. Descansando sobre a colunata, havia uma pirâmide escalonada, e, em cima dela, uma estátua de Mausolo num carro. Tudo isto para um só homem!
Embora fosse impressionante, o Mausoléu foi destruído por um terremoto. Já no século quinze E. C., o edifício tinha desaparecido. Apenas alguns pedaços do túmulo outrora magnífico existem hoje.
O Colosso de Rodes
COLOSSO DE RODES 1
Chamado popularmente de Colosso por causa de sua imensidão, uma estátua do deus-sol, Hélio, certa vez erguia-se perto do porto da ilha de Hodes, no Mar Egeu. Esta estátua de bronze, tinha cerca de 36 metros de altura, quase a mesma altura que a Estátua da Liberdade na baía de Nova Iorque. E era certamente um colosso. Ora, um só dedo era maior do que muitas estátuas comuns! Para apoiar sua representação oca de Hélio, seu escultor grego, Cares de Lindos, Rodes, usou cerca de sete toneladas e meia de barras de ferro, além de blocos de pedra. Cares labutou doze anos, terminando por fim sua estátua em 280 A. E. C. Incidentalmente, a estátua não abrangia a baía, os navios passando entre as pernas, como alguns disseram. Antes, pelo que parece, fora erguida num aterro que dava para o mar.
Todavia, imagine só! O Colosso de Rodes durou apenas 56 anos. Um terremoto o derrubou em 224 A. E. C. Alegadamente, os fragmentos partidos permaneceram sobre as rochas por mais de 800 anos, até que foram vendidos como metal velho no sétimo século E. C. Que fim inglório para uma das “Sete Maravilhas” do mundo antigo!
O Farol de Alexandria
Farol_de_Alexandria_Lighthouse_in_sand
Um virtual “arranha-céu” e outra das “maravilhas” do mundo antigo era um elevado farol em uma das ilhas do porto de Alexandria, Egito. Chamado Farol para a ilha (atualmente península) em que se erguia, este farol era tão famoso que a palavra farol veio a aplicar-se às torres com luzeiros em geral.
Ao passo que os relatórios variam, o Farol de Alexandria parece ter tido cerca de 135 metros de altura. Seu construtor foi o arquiteto grego Sóstrato, e foi construído por volta de 270 A. E. C., durante o reinado de Ptolomeu II, Filadelfo. Este farol foi construído em três seções, sobre uma base de pedra. A parte inferior era quadrada, a parte do meio era octogonal e a parte superior era circular. A parte superior tinha teto, mas era aberta, com colunas de bronze por toda a volta.
Por meio duma abertura central, com auxílio dum molinete, levava-se madeira até ao nível superior aberto, para ali alimentar a fogueira que fornecia luz. Diz-se que um espelho refletia a fogueira à noite, bem como a luz do sol, de dia, de modo que se podia ver a luz a uma distância de pelo menos 160 quilômetros.
O que aconteceu com o Farol de Alexandria? Um terremoto o demoliu parcialmente em 7 de agosto de 1303, e sua destruição parece ter sido consumada no mesmo século. Todavia, o renomado farol durou mais de mil anos.
Valeu a Pena Todo Esse Esforço?
Em retrospecto, talvez conclua que algumas das “maravilhas” do mundo antigo cumpriram útil propósito. Por certo, os Jardins Suspensos de Babilônia constituíam um deleite para os olhos, e os muros formidáveis da cidade forneciam certa medida de proteção. E, o Farol de Alexandria ajudava os marujos.
Mas, que dizer do grande templo de Ártemis, a estátua de Zeus em Olímpia e o Colosso de Rodes? Como obras de arte e arquitetura, eram deveras extraordinárias. Todavia, quão desperdiçados foram os esforços de modelá-los e construí-los l Por certo, isso era compreendido pelos servos do verdadeiro Deus, Jeová, pois quaisquer deles que viviam enquanto tais “maravilhas” ainda existiam, eram guiados por Sua Palavra. Por volta de 460 A. E. C., antes de Fídias ter envidado grandes esforços em sua gigantesca estátua de Zeus, o livro bíblico de Salmos foi terminado. Pelo espírito do Deus vivo, Jeová, o salmista declarara: “Os ídolos das nações são prata e ouro, trabalho das mãos do homem terreno. Têm boca, mas não podem falar; têm olhos, mas não podem ver; tem orelhas, mas não podem dar ouvidos a nada. Tampouco há espírito na sua boca.” — Sal. 135:15-17.
Considere, também, as pirâmides do Egito e o famoso Mausoléu. O desejo de ser lembrado e honrado moveu alguns a construir impressionantes monumentos. Sim, também tinham outros motivos. Mas, quão sensatas são as palavras divinamente inspiradas do sábio Rei Salomão, que disse: “Não há recordação de gente de outrora, nem haverá dos que virão a ser mais tarde. Não se mostrará haver recordação nem mesmo daqueles entre os que virão a ser ainda mais tarde.” (Ecl. 1:11) As páginas da história estão repletas de muitos nomes, mas, pouco significam na vida das pessoas hodiernas. Descansam apenas com Jeová quaisquer perspectivas de recordação e de restauração à vida por meio duma ressurreição. — Jó 14:13-15; Atos 24:15.
Arranjo: Jefferson
Continue lendo...

AS NOVAS MARAVILHAS DO MUNDO

Ficheiro:New 7 Wonders Top 20.svg
As Novas 7 Maravilhas do Mundo foi uma revisão de caráter informal e recreativo da lista original das sete maravilhas, idealizada por uma organização suíça chamada New Open World Corporation (NOWC).

A seleção foi feita mundialmente por votos pela internet gratuitos e ligações telefônicas. Ao final do ano de 2005, a lista de monumentos inscritos contava com 200 integrantes e foi reduzida aos 77 mais votados pelo público.

Os 21 monumentos finalistas foram escolhidos por um grupo de arquitetos liderados pelo ex-diretor geral da Unesco Federico Mayor, com base nos critérios de beleza, complexidade, valor histórico, relevância cultural e significado arquitétocnico.

Porém, as Pirâmides do Egipto foram retiradas da lista de finalistas para receber o título de "Maravilha Honorária", restando apenas 20 finalistas que foram novamente submetidos a votação livre.

Os 7 monumentos vencedores foram apresentados publicamente em uma cerimônia realizada no dia 7 de Julho de 2007 no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal.

Nessa mesma apresentação foram também reveladas as Sete Maravilhas de Portugal. A votação foi uma das maiores da história contabilizando mais de 100 milhões de votos.

História

De acordo com a página NOWC milestones,o empresário suíço Bernard Weber criou o projeto em setembro de 1999.

Em 24 de novembro de 2005, 177 monumentos foram incluídos na votação. Para ser incluído na lista, as maravilhas deveriam ser criadas pelo homem, ter sido completadas antes do ano 2000, e estar em estado de conservação "aceitável".

Em 1 de janeiro de 2006, o NOWC divulgou que a lista tinha sido diminuída para 21 locais, e depois à 20 com as reclamações do Egito.



Os votos poderiam ser dados por qualquer pessoa, organização ou governo. Como foi explicado nos Termos e Condições, o NOWC "preserva o direito da absoluta discrição a fim de excluir qualquer voto" em desacordo com os termos e condições.




Federico Mayor, um ex-Diretor Geral da UNESCO, é o presidente do projeto. Entretanto, o NOWC não tem nenhuma ligação com a UNESCO

Os vencedores

7 maravilhas do mundo
O Restante Finalista:

 

Maravilha Local Imagem
Acrópole de Atenas Grécia Atenas, Grécia The Acropolis of Athens, seen from the hill of the Pnyx to the west
Alhambra Espanha Granada, Espanha View of the Alhambra from the Mirador St Nicolas in the Albaycin of Granada
Angkor Wat Camboja Angkor, Camboja The main entrance to the temple proper, seen from the eastern end of the Naga causeway
Moais da Ilha de Páscoa Chile Ilha de Páscoa, Chile Rano Raraku Moai
Torre Eiffel França Paris, França Tour eiffel at sunrise from the trocadero
Hagia Sofia Turquia Istambul, Turquia Sophia
Kiyomizu-dera Japão Quioto, Japão Kiyomizu-dera
Kremlin, Praça Vermelha, e Catedral de São Basílio Rússia Moscou, Rússia The Moscow Kremlin, as seen from the Balchug
Saint Basil's Cathedral and Spasskaya Tower of Moscow Kremlin at Red Square in Moscow
Castelo de Neuschwanstein Alemanha Füssen, Alemanha Neuschwanstein seen from the Marienbrücke
Pirâmides de Gizé
("maravilha honorária")
Egito Egito Pyramide Kheops
Estátua da Liberdade Estados Unidos Nova Iorque, Estados Unidos Statue of Liberty and Liberty Island
Stonehenge Reino Unido Amesbury, Reino Unido Stonehenge em 2004
Sydney Opera House Austrália Sydney, Austrália Internationally, the Sydney Opera House is the most recognised symbol of Sydney
Tombuctu Mali Mali Mesquita Sankore em Tombuctu

Críticas

Apesar de ter sido feita a escolha dos monumentos finalistas por um grupo de arquitetos liderados pelo ex-diretor geral da UNESCO, Federico Mayor, o concurso não possui o apoio da entidade, que apontou a falta de critérios científicos para a escolha das maravilhas, destacando o caráter informal e recreativo do concurso.

Além disso, a UNESCO argumentou sobre o uso do sistema baseado em votos pela Internet, em que uma mesma pessoa poderia votar várias vezes usando endereços de correio eletrônico diferentes.

Tornando esta lista meramente ilustrativa e não oficial, não podendo ser levada em consideração pelas instituições mundiais.

Arranjo: Jefferson 
Continue lendo...

Mais Populares

 
Copyright © 2016 ORIGINAIS OADM • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top